Rodrigo Pimpão vive um caso de amor e ódio com a torcida do Botafogo. Ano passado, o atacante foi um dos principais nomes do time, com gols importantes na Libertadores. Após a eliminação para o Grêmio e a derrapada na reta final do Campeonato Brasileiro, o xodó se viu em situação delicada e passou até mesmo a ser perseguido por parte da torcida.

A montanha russa seguiu na atual temporada. Pimpão mantinha seu espaço no time titular, mas sofria com as críticas a cada revés do time. Um dos líderes do elenco e jogador com mais tempo de casa, o atacante centralizava críticas e elogios.

Com a chegada de Zé Ricardo, Rodrigo Pimpão vivia o momento mais delicado da sua passagem pelo Botafogo. Seu nome não agradava à torcida, e vaias eram bem comuns durante os jogos. O atacante, então, perdeu a vaga. Na reserva, aproveitou para descansar sua imagem com as arquibancadas.

Fez alguns jogos saindo do banco, acumulando pouco tempo em campo, entrando sempre no meio do segundo tempo. A situação mudou justamente contra o Bahia, pela Sul-Americana. Pimpão ganhou chance entre os titulares e correspondeu da maneira esperada. Fez grande partida e ainda conseguiu deixar sua marca.

A atuação relembrou os bons momentos de Pimpão com a camisa do Botafogo e o deu de volta a confiança para o atacante seguir seu trabalho no clube. Assim, deve voltar a ter o apoio dos torcedores num futuro próximo. O próximo desafio é contra o Vitória, neste domingo, no Barradão.

Fonte: UOL