Os holofotes estão justamente direcionados para Erik, autor de seis dos últimos dez gols marcados pelo Botafogo. Outros jogadores, no entanto, têm brilhado na equipe que está invicta há seis partidas – cinco vitórias. Pimpão é o principal deles. O atacante iniciou a temporada como titular e tem provado a cada jogo que Zé Ricardo tem razão em apostar nele.

Diante do Cuiabá-MT, na última quarta-feira, Pimpão participou diretamente dos três gols marcados. Iniciou a jogada que resultou na assistência de Valência para Erik. Marcou o segundo gol e sofreu o pênalti do terceiro, convertido novamente pelo camisa 11.

“Aproveitamos bem os contragolpes. Terminou em um gol meu e no pênalti que sofri. Estudamos o Cuiabá, mas eles mudaram e vieram com pontas abertos. Tivemos que nos adaptar. Trabalhamos e conseguimos uma grande classificação”, disse Pimpão.

Os bons números de Pimpão não se resumem ao jogo de ontem. São dois gols marcados, todos na Copa do Brasil e, portanto, em jogos eliminatórios. O status de decisivo criado na Libertadores de 2017 segue vivo.

Além disso, o atacante mostra inteligência tática nos jogos. Escalado aberto pelos lados, Pimpão ajuda bastante na marcação e ainda tem fôlego para chegar ao ataque. Isso o torna uma opção mais consistente do que outros atletas com técnica mais apurada.

Foi o caso de Luiz Fernando, que vive momento complicado e acabou barrado para a entrada de Gustavo Bochecha. Pimpão poderia deixar o time, mas foi mantido e novamente deu resposta em campo.

Fonte: UOL