Em entrevista ao site Globoesporte.com, o atacante Rogério falou sobre o período que jogou pelo Botafogo nesta temporada. Anunciado como reforço do Vitória para 2015, o jogador elogiou a torcida alvinegra e elucidou os problemas encontrados pelos atletas durante a campanha que culmiou com o rebaixamento para a Série B.

TORCIDA DO BOTAFOGO

“O que eu pude fazer pelo Botafogo eu fiz. Tive problemas, meus salários estavam atrasados, mas eu nunca abri mão de jogar. Quando jogava pelo Náutico, no ano passado, jogava machucado. Inclusive no Botafogo, algumas partidas eu tava machucado, mas eu jogava, porque eu queria ajudar o Botafogo, tirar ele daquela situação. Infelizmente não terminei o campeonato jogando, houve uma lesão, mas agora estou recuperado. Eu queria estar jogando. A torcida do Botafogo é maravilhosa. Vários clubes tem uma torcida chata, mas eles nunca abandonaram o clube. Independente dos resultados, independente das questões salariais. O futebol precisa disso. A torcida do Botafogo é a melhor que já peguei na minha vida.”

FALTOU VONTADE

“Oportunidades não faltaram. Acho que o que faltou foi vontade e determinação. Além do que foi pouco tempo e eu não tive como entrosar. Diferente dos outros times, onde passei três anos no Náutico, três no Porto, um no Pesqueira, mas no Botafogo foi pouco tempo, mas, mesmo sendo pouco, foi um tempo bom, eu gostei.”

SALÁRIOS ATRASADOS

“Atrapalhou um pouco, mas isso já vinha desde o começo. Não foi porque eu cheguei ou outro chegou. Eu sabia que a situação estava assim, mas eu queria ir. Eu queria vencer com o Botafogo, esperava estar lá e fazer um bom campeonato e talvez aparecer uma oportunidade para a Seleção.”

Fonte: Globoesporte.com