São Paulo x Botafogo: em dia de recorde de Rogério Ceni, Seedorf busca G-4

Compartilhe:

Está nas mãos de Rogério Ceni e nos pés de Seedorf os destinos de São Paulo e Botafogo na temporada 2013. Referências de dois times oscilantes, o goleiro, que quebrará um recorde de ninguém menos que Pelé, e o armador se enfrentam neste domingo, às 19h30m, no Morumbi, carregando as últimas esperanças de suas equipes terminarem o ano em alta. O Tricolor paulista busca forças para se manter vivo na Copa Sul-Americana, enquanto os cariocas tentam voltar ao G-4 do Campeonato Brasileiro.

Montagem Apresentação São Paulo x Botafogo - Rogério Ceni e Seedorf (Foto: Editoria de arte) Rogério Ceni e Seedorf, líderes de São Paulo e Botafogo (montagem globoesporte.com)

O jogo, sem muito valor para o São Paulo, agora posicionado no meio da tabela, com 49 pontos, representará uma marca histórica para Ceni. Com 1.117 exibições, ele se transformará no jogador que mais vezes vestiu a camisa de um mesmo time, superando o Rei Pelé.

Longe do rebaixamento e da briga por uma vaga entre os quatro melhores, o São Paulo mira a vitória para mostrar que tem força. O alvo é a reação na Copa Sul-Americana. A equipe foi surpreendida ao perder por 3 a 1 para a Ponte Preta, no Morumbi, e agora precisa de uma vitória por três gols de diferença (ou por dois a partir de 4 a 2), no interior, para avançar à decisão contra Lanús, da Argentina, ou Libertad, do Paraguai.

O Botafogo voltará ao G-4 em caso de vitória, beneficiado pela derrota do Goiás para o Atlético-MG nesse sábado. Para isso, aposta na recuperação de Seedorf, destaque da goleada sobre o Atlético-PR. O holandês voltou a comandar o time, como em seus melhores momentos durante o Campeonato Brasileiro, fazendo um gol e dando passe para outro.

O canal Premiere FC transmite a partida para todo o Brasil, por meio do sistema pay-per-view. Você pode acompanhar também, em Tempo Real com vídeos exclusivos, no GLOBOESPORTE.COM.

header as escalações 2

São Paulo: Muricy Ramalho chegou a cogitar escalar reservas, mas desistiu. Mesmo com o segundo duelo contra a Ponte Preta marcado para quarta-feira, o treinador vai colocar em campo a formação principal. Luis Fabiano, reserva diante da Macaca, deve voltar a ser titular para ganhar ritmo de jogo. O time deve começar com: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Maicon, Douglas e Ganso; Ademilson e Luis Fabiano.

Botafogo: o técnico Oswaldo de Oliveira não terá Bolívar, suspenso, e escalará Dankler. O restante do time será o que goleou o Atlético-PR. A formação será a seguinte: Jefferson, Edílson, Dankler, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Elias.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

São Paulo: o meia Jadson, com uma lesão na coxa direita, o volante Fabrício, com um problema na panturrilha esquerda, e o lateral-direito Mateus Caramelo, com um corte na boca, não atuam.

Botafogo: ainda por questões físicas, já que se recuperam de cirurgias, Lucas e Cidinho seguem fora. Bolívar está suspenso.
 

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

São Paulo: Aloisio, Caramelo, Lucas Evangelista, Maicon, Paulo Miranda e Reinaldo.

Botafogo: Edilson, Elias, Gilberto, Henrique, Lodeiro, Lucas, Rafael Marques e Seedorf.
 

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC) apita o jogo, auxiliado por Fábio Pereira (TO) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC). O árbitro já atuou em 13 partidas neste Brasileiro, sendo duas do Tricolor paulista, nas derrptas para Goiás (1 a 0) e Atlético-PR (3 a 0). Ele tem média de 4,8 cartões amarelos aplicados e já expulsou quatro jogadores. Paulo Henrique ainda não marcou pênaltis e assinala 39,5 faltas em média. O campeonato tem média de 4,3 cartões amarelos e 0,3 cartões vermelhos. São 34,8 faltas em média por partida e 0,2 pênalti por confronto.
 

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

São Paulo: depois de Muricy assumir o comando da equipe, o Morumbi foi o grande aliado para a recuperação do Tricolor no Brasileirão. Em oito jogos no estádio, foram seis vitórias, um empate (com o Corinthians) e uma derrota (para o Grêmio), com 79,2% dos pontos conquistados. O histórico contra o Botafogo também é bem favorável quando o São Paulo atua em casa: foram 26 jogos em Brasileiros, com 17 triunfos, quatro empates e apenas cinco derrotas. É bom apenas que o time fique atento ao posicionamento ofensivo, já que lidera a estatística de equipe com o maior número de impedimentos na competição.

Botafogo: é o líder em passes errados no Brasileirão, com média de 36,6 por partida. Por outro lado, o time de Oswaldo de Oliveira costuma finalizar bastante. A defesa do Tricolor não é das mais fracas, porém tem média de mais de um gol sofrido por partida. Mais do que nunca, uma boa atuação de Seedorf é fundamental para o Botafogo sair vitorioso: na última partida, ele fez gol e deu assistência, levando o time ao triunfo sobre o Atlético-PR. As últimas vezes em que ele havia dado assistência ou feito gol, o Fogão venceu: contra Flamengo e Náutico, respectivamente, nas rodadas 28 e 27.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários