Seedorf volta a falar em tom positivo sobre reta final e afasta medo de sair do G4

Compartilhe:

Quarto colocado do Campeonato Brasileiro e há 28 rodadas seguidas integrando o grupo de clubes que vai à Libertadores do ano que vem, o Botafogo está a seis jogos de definir se terá um ano incrível ou mais um que terminará com um gosto amargo. Porém, se o torcedor ainda desconfia se terá motivos para festejar a temporada, Seedorf não dá espaço para qualquer discurso pessimista e avisa: “Não tem depressão aqui”.

– Cansei de ouvir perguntas sobre decepcionar a torcida. Somos trabalhadores. Fazemos isso todo dia para fazer o melhor. Não tem depressão aqui, temos de parar com isso. Temos de ter calma. São mais seis jogos e, com muita tranquilidade, conseguiremos atingir nossos objetivos. Ninguém está fazendo cálculo, só pensando jogo a jogo – declarou o camisa 10, que enalteceu o poder de superação do grupo, que sofreu com salários atrasados, interdição do Engenhão e saídas de peças importantes:

– Ninguém fala o que o Botafogo vem fazendo nesta temporada. Levem em consideração o investimento que tivemos no início da temporada. Com todo o respeito, o que Internacional, Corinthians e Fluminense fizeram, mesmo tendo mais verba para gastar? Não vivi cem anos de Botafogo, nem cinco. Quando cheguei, me pediram para transformar o Botafogo, para que o clube fosse mais otimista, e acho que estou ajudando – disse, entusiasmado.

Sobre a aproximação do Goiás, que tem um ponto a menos do que o Alvinegro (53 a 52), Seedorf ignora e destaca o equilíbrio do Brasileirão.

– Sinceramente, nada mudou. O Goiás se aproximou, mas também estamos perto do Grêmio. São três times muito próximos na tabela. Precisamos de ter calma e convicção.

Fonte: Lancenet!

Comentários