Seguranças do Fluminense ajudam os do Botafogo no tumultuado desembarque

Compartilhe:

A segurança reforçada preparada pelo Fluminense para conter protestos mais exaltados de torcedores em seu desembarque na manhã desta segunda-feira acabou servindo apenas para ajudar a chegada do time do Botafogo, que foi cercada de confusão. A delegação tricolor chegou tranquilamente ao aeroporto do Galeão, sem a presença de um torcedor sequer do clube.

O Fluminense esperava protestos por conta da entrada da equipe na zona de rebaixamento após a derrota por 1 a 0 para o Corinthians, no último domingo, em Araraquara-SP. Os nove seguranças que protegiam a delegação, no entanto, não tiveram qualquer trabalho na volta do time para casa. Vanderlei Luxemburgo nem veio ao Rio de Janeiro, já que ficou em São Paulo para participar de programa do canal SporTV na noite desta segunda.

A preocupação do Fluminense com a segurança da delegação foi tanta que, cerca de uma hora antes do desembarque, sete profissionais já aguardavam a equipe no terminal 1 do Galeão. A antecedência acabou ajudando o time do Botafogo, que contou com a ajuda dos guarda-costas para conter cerca de 20 torcedores que protestaram na chegada do Alvinegro, pouco antes.

A calmaria, no entanto, não deixa o volante Edinho tranquilo com a situação. Para ele, a cobrança do torcedor pela situação na equipe na tabela irá acontecer em algum momento. O Fluminense se encontra agora na 18ª posição, com 36 pontos.

“Não teve protesto, mas o torcedor vai cobrar. Ele está chateado com essa situação. Mas faço um apelo ao torcedor que nos apoie num momento complicado como esse. Vamos precisar”, pediu Edinho, que disse estar abatido com a derrota.

“É até difícil buscar palavras para explicar essa situação que estamos vivendo. Não queríamos passar por isso, mas estar brigando por título. Fui dormir às seis da manhã, pensando nessa situação, tamanha a dor de cabeça”, complementou.

O Fluminense tem como próximo adversário o Náutico, na noite de quinta-feira, no Maracanã, pela 34ª rodada. O Tricolor precisa vencer o lanterna para sair da zona de rebaixamento, na qual entrou a cinco jogos do fim da competição.

Fonte: UOL

Comentários