Apresentado na quarta-feira, o técnico Alberto Valentim corre contra o tempo para mostrar serviço na estreia do Botafogo da Taça Rio, quinta-feira, contra o Nova Iguaçu, em Edson Passos. A cobrança pelas irregulares atuações sob a batuta de Felipe Conceição aumenta a pressão sobre o novo comandante.

Aos 42 anos, Alberto Valentim reforça o recente perfil do Botafogo de apostar em profissionais jovens, casos de Jair Ventura e Felipe, ambos de 38 anos, mas com passagens pela base alvinegra e futebol profissional. No currículo, Valentim tem o segundo lugar no Brasileiro de 2017, como técnico interino do Palmeiras, seu maior feito até o momento.

Ex-auxiliar de Cuca, Valentim chega com o aval do técnico dos sonhos do torcedor alvinegro. Com um perfil sério e exigente, o jovem treinador não teme o desafio de recuperar a confiança do grupo e da arquibancada, após a precoce queda na Copa do Brasil e a ausência na fase final da Taça GB.

“Trabalhar comigo é fácil, sou um cara muito sério, exigente. Mas sou muito parceiro também, sei quando o jogador precisa de uma boa conversa. Hoje não temos como fugir de sermos o mais responsável possível. Vou cobrar muito, mas sou parceiro, transparente, leal e amigo”, disse.

O Botafogo é o quarto clube de Alberto Valentim, após Atlético-PR, Palmeiras e Red Bull Brasil.

Fonte: O Dia Online