Último dos grandes a estrear no Campeonato Carioca, o Botafogo inicia neste domingo a caminhada rumo ao bicampeonato estadual, algo que não ocorre desde o biênio 1989/1990. A adversária será a Cabofriense, às 19h (de Brasília), no Estádio Moacyrzão. O LANCE! transmite a partida em tempo real.

Para este primeiro jogo, o técnico Zé Ricardo, que já externou a sua confiança na continuidade do trabalho, não poderá escalar três titulares cascudos e importantes: Carli, Leo Valencia e Rodrigo Pimpão. Com fadiga muscular, o primeiro externou, ao L!, o quanto o grupo atual acredita em mais uma volta olímpica no Maracanã, em abril, mesmo recheado de apostas – a zaga, por exemplo, deve contar com Marcelo Benevenuto e Helerson no jogo inaugural.

– Temos totais condições (do bicampeonato). Futebol se decide dentro do campo. A superioridade você mostra marcando gols no seu adversário e defendendo com eficiência. Não existe segredo. Estamos trabalhando para buscar o melhor entrosamento e vamos entrar sim para ser campeões, mas sempre respeitando os adversários – comentou o defensor, que, atualmente, é o segundo do elenco que mais vezes vestiu a camisa do Botafogo, só ficando atrás de Pimpão.

Como a Taça Guabara é tiro curto, com apenas cinco partidas no calendário, vencer na estreia é fundamental, e Zé resume os porquês:

– É a estreia, jogo importante. É bom vencer, dá confiança. É muito importante, porque a sequência no fim de janeiro, início de fevereiro vai ser bem decisiva. Começando bem, vamos poder administrar melhor o elenco.

O atual elenco do Botafogo é composto por diversos garotos (média de idade de 25 anos). E, sem Carli e Pimpão, dois de seus líderes, tende a ter ainda mais dificuldade para se impor contra a equipe da Região dos Lagos. Mas o êxito passará pela confiança depositada na garotada, que precisa dar uma boa resposta e fazer valer o mote “sem segredo”.

Fonte: Terra