Pelo menos desta vez, a diretoria do Botafogo não frustrou seus torcedores. Foi sofrido, mas o  nome de Emerson Sheik apareceu no BID (Boletim Informativo Diário), da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Desta forma, o atacante está liberado e confirmado para fazer sua estreia no Alvinegro diante do Internacional neste domingo, no Maracanã.

O técnico Vagner Mancini mostrou estar empolgado com a oportunidade e revelou uma programação toda especial para que Sheik não sofra em campo. Com apenas uma semana de treinamento, o jogador não deverá conseguir suportar toda a partida e uma substituição no segundo tempo está planejada.

“Pelo que tenho visto do estado físico dele, acho que aguentaria 60, 70 minutos no domingo. Mas com sua experiência, pode suportar os 90 minutos e depois a gente dá uma folga de três dias (risos). De qualquer maneira, acho que os últimos 20 minutos da partida seriam terríveis para ele. Por isso, deve ser substituído”, disse o treinador.

“Não está no ponto ideal, mas só jogando vai chegar lá. Ele jogando 50, depois 70 e 90 minutos vamos fazê-lo entrar no seu habitat, que é o campo. Pode ser que o Emerson tenha que sair nesse primeiro jogo”, completou o treinador.

Com a entrada de Emerson Sheik, o técnico Vagner Mancini aproveitou para fazer algumas mudanças e deixar o time mais com o seu perfil. Três jogadores foram barrados: Tanque Ferreyra, Wallyson e Edílson, que deram lugar a Sheik, Zeballos e Lucas, respectivamente. Assim, ele adota uma equipe mais leve, mas que não terá uma referência no ataque.

A partida contra o Internacional neste domingo é vista com vital importância para o Botafogo, que já estreou com derrota por 3 a 0 para o São Paulo, no Campeonato Brasileiro.

Fonte: UOL