Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Sheik tem porta fechada no Corinthians. Solução pode ser Índia ou Austrália

0 comentários

Compartilhe

Emerson Sheik não é bem-vindo no Corinthians. O atacante não tem espaço para ser reaproveitado no clube e cumprir o contrato que tem com o time alvinegro até o fim de julho de 2015.

Com o contrato rescindido pelo Botafogo, Sheik já não tem mais como atuar, neste ano, por nenhum outro clube do Brasil das séries A, por já ter realizado mais de seis jogos pelo time carioca, e B, pelo fato de o período de inscrições já estar encerrado. Só que cumprir o vínculo integrado ao elenco corintiano é algo que está descartado.

O UOL Esporte apurou que o elenco do time não aceitará o retorno de Emerson, mas Mano Menezes, principalmente, rejeita a presença do atacante.

O problema de Mano com Sheik é explícito. Ao chegar ao Botafogo em abril deste ano, o atacante questionou o caráter do treinador, que respondeu dizendo que o tempo iria mostrar quem tem caráter.

A solução no curto prazo para Emerson pode ser aproveitar as opções em que o mercado é emergente e segue aquecido, com possibilidade de inscrição. No caso, os territórios mais atrativos são a Austrália, local que recebe atualmente o espanhol David Villa e, em temporadas passadas, o italiano Del Piero; e a Índia, país que terá em sua liga independente nomes como André Santos, Elano, Zico, Materazzi, entre outros.

A janela de transferências do Japão e Qatar, aonde Sheik atuou por quase dez anos, assim como a europeia, estão fechadas.

A rescisão de Emerson com o Botafogo não modifica em nada o cenário financeiro do Corinthians. O clube já pagava o salário de R$ 520 mil do atacante para que ele atuasse pelo Botafogo.

Na negociação inicial, o Corinthians se comprometeu a pagar metade do salário, o que foi aceito pelo clube carioca. No entanto, no mês seguinte, o alvinegro comprou do Botafogo o meia Lodeiro por R$ 4,5 milhões e acordou pagar parte da quantia de maneira parcelada, utilizando como desconto a outra metade do ordenado de Emerson.

Assim sendo, o Corinthians pagou entrada de R$ 1 milhão por Lodeiro e ficou devendo R$ 2,3 milhões em salários de Emerson até o fim do empréstimo. Ao fim do ano, o clube paulista ainda vai quitar cerca de R$ 1 milhão, o que representa a quantia restante para totalizar os R$ 4,5 milhões do valor do uruguaio.

Emerson Sheik não é bem-vindo no Corinthians. O atacante não tem espaço para ser reaproveitado no clube e cumprir o contrato que tem com o time alvinegro até o fim de julho de 2015.

Com o contrato rescindido pelo Botafogo, Sheik já não tem mais como atuar, neste ano, por nenhum outro clube do Brasil das séries A, por já ter realizado mais de seis jogos pelo time carioca, e B, pelo fato de o período de inscrições já estar encerrado. Só que cumprir o vínculo integrado ao elenco corintiano é algo que está descartado.
O UOL Esporte apurou que o elenco do time não aceitará o retorno de Emerson, mas Mano Menezes, principalmente, rejeita a presença do atacante.
O problema de Mano com Sheik é explícito. Ao chegar ao Botafogo em abril deste ano, o atacante questionou o caráter do treinador, que respondeu dizendo que o tempo iria mostrar quem tem caráter.

A solução no curto prazo para Emerson pode ser aproveitar as opções em que o mercado é emergente e segue aquecido, com possibilidade de inscrição. No caso, os territórios mais atrativos são a Austrália, local que recebe atualmente o espanhol David Villa e, em temporadas passadas, o italiano Del Piero; e a Índia, país que terá em sua liga independente nomes como André Santos, Elano, Zico, Materazzi, entre outros.
A janela de transferências do Japão e Qatar, aonde Sheik atuou por quase dez anos, assim como a europeia, estão fechadas.
A rescisão de Emerson com o Botafogo não modifica em nada o cenário financeiro do Corinthians. O clube já pagava o salário de R$ 520 mil do atacante para que ele atuasse pelo Botafogo.
Na negociação inicial, o Corinthians se comprometeu a pagar metade do salário, o que foi aceito pelo clube carioca. No entanto, no mês seguinte, o alvinegro comprou do Botafogo o meia Lodeiro por R$ 4,5 milhões e acordou pagar parte da quantia de maneira parcelada, utilizando como desconto a outra metade do ordenado de Emerson.
Assim sendo, o Corinthians pagou entrada de R$ 1 milhão por Lodeiro e ficou devendo R$ 2,3 milhões em salários de Emerson até o fim do empréstimo. Ao fim do ano, o clube paulista ainda vai quitar cerca de R$ 1 milhão, o que representa a quantia restante para totalizar os R$ 4,5 milhões do valor do uruguaio.
Comentários