Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Vasco
VAS

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

0

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Símbolo do acesso em 2003, Sandro elogia Ricardo Gomes e vê Botafogo na Série A

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Quando o Botafogo passou pela Série B pela primeira vez, em 2003, o zagueiro Sandro fez parte do elenco que ajudou o Alvinegro a retornar à elite brasileira. O pernambucano chegou ao clube em 1999 e não tardou a cair nas graças da torcida. Graças à segurança na defesa e muita disposição para recuperar a bola, Sandro foi um dos jogadores mais destacáveis do time durante o período em que ficou em General Severiano, tornando-se muito querido pelos torcedores.

Atualmente, Sandro trabalha como coordenador-técnico do Santa Cruz. Apesar da distância, isso não impede o (hoje) dirigente de acompanhar o Botafogo na Série B. Remanescente da campanha de 12 anos atrás, Jefferson é seu grande amigo do elenco atual. Ele afirmou que foi ao encontro do plantel no último dia 8 de agosto, quando o Santa Cruz venceu o Bota, e alertou ao companheiro sobre a postura do time àquela altura do campeonato.

“Tenho acompanhando o Botafogo de perto. Tenho amigos lá, como o Jefferson, e me sinto botafoguense. Tenho um carinho grande pela torcida. Estou torcendo bastante e espero que tudo ocorra bem para se planejar para o próximo ano. Em 2003, tivemos que esperar até à última rodada, contra o Marília, e a tensão foi muito grande. Agora, com Ricardo Gomes, o Botafogo está no melhor caminho possível. Depois do jogo no Arruda, falei pro Jefferson que dificilmente o time conseguiria o acesso. Os jogadores estavam apáticos, sem motivação e ele, como líder da equipe, precisava chamar cada um para dar uma chacoalhada no bom sentido”, falou.

Em 2004, o Botafogo sofreu na disputa da Série A. Um ano depois de viver um pesadelo na segundona, o clube manteve a base que conseguiu o acesso, mas logo percebeu que a realidade era bem distinta. Não à toa, o time conseguiu se salvar apenas na última rodada, depois de empatar fora de casa com o Atlético-PR. Sandro alertou para o fato da diretoria não deixar de fazer uma reformulação no elenco para a próxima temporada.

“O grande erro do Botafogo, logo depois de subir, foi se sentir obrigado a renovar com os jogadores que fizeram parte do elenco em 2003. A gratidão existe, mas fica por aí. Futebol é profissionalismo. Como já parei de jogar, tenho liberdade para falar: tem jogadores que não têm condições de jogar Série A. O Botafogo precisa se reinventar pra jogar a primeira divisão. O time precisa se reforçar. Série A é outro nível. O Vasco, por exemplo, está em uma situação delicada. Em 2004, nós sofremos”, disse.

Sandro aproveitou para fazer uma “campanha” pela permanência de Ricardo Gomes. O ex-defensor elogiou o trabalho do treinador e afirmou estar na torcida para que ele possa fazer bom trabalho na temporada que vem, muito provavelmente na Série A.

“O Ricardo é muito inteligente e a cada dia está melhorando. Ele é muito honesto. Torço muito por ele. É um cara que conhece muito futebol, tem o grupo na mão e, se receber reforços, fará um bom trabalho no próximo ano na disputa do Carioca e da Série A, que se Deus quiser o Bota vai voltar”.

O Botafogo é líder isolado da Série B com 56 pontos, quatro a mais que o Vitória, e está próximo de confirmar o retorno. O time volta a campo no dia 20 contra o Ceará, no Engenhão, às 21h.

Notícias relacionadas
Comentários