Gervasio Núñez (meia, 27 anos) – Botafogo
Um terço dos gols do modesto Sarmiento no Campeonato Argentino saíram dos pés do novo armador do Botafogo, Gervasio Núnez. Ele foi o artilheiro da equipe, que terminou como a 24ª colocada entre os 30 participantes, depois de ter marcado oito gols.

Bastante técnico, Núñez tem o perfil de um camisa 10, sendo que tocou 1742 vezes na bola na competição e encerrou como o sexto melhor nesta estatística. Além disso, deu 61 dribles certos e foi o segundo neste quesito.

Aos 27 anos, o meia argentino chega com a experiência de quem já atuou na Europa. Afinal, o jogador revelado pelo Rosário Central atuou pelo Wisla Cracóvia por um ano (entre 2011 e 2012). Fora do país natal, também defendeu o Rangers (Chile).

Joel Carli (zagueiro, 29 anos) – Botafogo
Titular do Quilmes no último Argentino, ele é um zagueiro bom no jogo aéreo, firme e sem tanta técnica. Nos 18 jogos que fez no Nacional, o atleta de 1,91m ganhou 75% dos lances de bola no alto em que participou. No chão, teve sucesso em 78,9% dos ‘botes’ que deu.

Revelado pelo Aldosivi, rodou por clubes pequenos na Argentina. O maior que defendeu foi o Gimnasia y Esgrima. Ele estava desde 2011 no Quilmes e agora, aos 29 anos, terá a primeira oportunidade fora do país.

Damian Lizio (meia, 26 anos) – Botafogo
Revelado no River Plate, o meia argentino, que é um candidato a camisa 10 do Botafogo, teve rápidas e diversas passagens por outros clubes. Depois de empréstimo ao Córdoba (Espanha), defendeu o Anorthosis Famagusta (Chipre).

Na sequência, foi contratado pelo Bolívar e passou a viver grande fase, já que, após empréstimos por Unión de Santa Fe (Colômbia) e Al-Arabi (Kuwait), começou a ser convocado pela seleção boliviana. Em 2014, acabou contratado pelo O’Higgins (Chile) e, no ano seguinte, retornou ao Bolívia.

A mesma rapidez com que rodou o mundo também pode ser vista em campo. Afinal, apesar de ser um meia ou até atacante, Lizio é um jogador muito veloz pelo lado do campo e que pode envolver a marcação adversária. O meia-atacante de 26 anos deve ser uma alternativa para o Botafogo ter maior poder de criação e imprevisibilidade.

Pedro Larrea (volante, 29 anos) – Botafogo
Revaldo pela LDU de Quito, tendo integrado o elenco que foi campeão da Libertadores em 2008 e da Sul-Americana em 2009, o volante fez toda a carreira no futebol equatoriano. Passou por Macará (por empréstimo) e Barcelona de Guayaquil, antes de chegar à LDU de Loja em 2012, equipe na qual viraria o capitão.

Apesar de nunca ter entrado em campo pela seleção de seu país, o jogador de 29 anos integrou o elenco na disputa da última Copa América.

Fonte: ESPN.com.br