Atualmente, sete dos 20 times da Série A do Campeonato Brasileiro constam no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas por causa de inadimplemento em obrigações estabelecidas em exatos 155 processos judiciais. O ESPN.com.br conseguiu descobrir os requerentes de todos eles nesta quinta-feira e abriu a caixa-preta dos calotes que assolam os clubes brasileiros.

O caso mais assustador é o do Botafogo, com 104 processos expostos na Certidão Negativa de Débitos (CNDs) Trabalhistas. Na imensa lista de nomes obtida pela reportagem, alguns famosos, como os técnicos Joel Santana, o “Papai Joel”, e Gilson Kleina; o pentacampeão mundial e ex-atacante Luizão e o ala de basquete Marcelinho Machado. INSS, Fazenda Nacional, IR e FGTS ainda aparecem como requerentes em outras ações.

Mas o que chama a atenção são alguns nomes desconhecidos, oriundos das partes administrativas do clube. Como Karyne Almeida Bastos da Costa Marques, que move ação de apenas R$ 15 mil, datada de 2003. Na época, ela foi demitida pelo ex-presidente Bebeto de Freitas junto com mais cerca de 100 funcionários. De gente da limpeza até dos departamentos sociais, a maioria deles briga na Justiça até hoje, mas nada conseguiram.

Os ex-atacantes Rodrigão, Humberto, Sorato e Hernande; os ex-zagueiros Reidner e Jorge Luís; os volantes Romeu e Baltazar; o goleiro Marcos Leandro; o meio-campista Ruy Cabeção; o ex-meia Aílton; os avançados Dudu e André Lima; o lateral Joílson; o veterano Andrei Frascareli, zagueiro famoso pela briga com Romário no Fluminese; o meia Léo Inácio, meia e o ex-volante Leandro Ávila, campeão brasileiro em 1995 pelo clube.

Diego Jose Garcia Venegas, ex-supervisor de futebol amador; Solivan Roberto Dalla Valle, preparador físico; Douglas da Silva Oliveira, técnico do infantil nos anos 2000; Marcelo Tavares Estefano, preparador físico dos juniores na mesma época; os médicos Rogério Lachtermacher e Ernani Lacerda Nascimento; o ex-técnico Valinhos; Zagallinho, filho do Velho Lobo, que trabalhou há alguns anos no time alvinegro.

Em comum entre os diversos e distintos nomes citados acima? Todos movem processos contra o clube de General Severiano. O Botafogo, atualmente, está devendo quase R$ 700 milhões e tem 100% de suas contas bloqueadas. O clube está com os salários de seus jogadores atrasados em três meses, mais cinco de direitos de imagem.

Reprodução

Atualmente, Botafogo está com 100% de suas contas bloqueadas
Atualmente, Botafogo está com 100% de suas contas bloqueadas

Seis times têm dívidas com tetracampeão, mortos, psicóloga, sindicato e Petkovic

O Fluminense é o segundo time com mais processos nas CNDs, com 32 ações sem suspensão e que ainda constam como calotes trabalhistas. Desses, os mais famosos são o ex-goleiro Zetti, tetracampeão do mundo com a seleção, e o meia sérvio Dejan Petkovic; Paulo César, lateral-direito campeão brasileiro pelo Santos em 2002; Alexandre Lopes, ex-zagueiro; Diego Souza, atacante com passagens por Palmeiras, Flamengo, Grêmio, Vasco e hoje no Metalist; os ex-volantes Roberto Brum e Gilmar Fubá; o lateral Eduardo Ratinho e o meia Preto Casagrande.

A psicóloga Teresa Cristina Braga Fragelli e o Sindicato dos Empregados em Clubes do Estado do Rio de Janeiro são outros que aparecem na lista referente ao clube das Laranjeiras, enquanto o ex-meia Ramón, que também processa o Botafogo, igualmente marca presença.

Já os baianos Vitória e Bahia possuem 12 casos de dívidas sem resolução com ex-funcionários. No caso do rubro-negro, o Ministério Público do Trabalho, a União Federal e o ex-meia e técnico Marco Aurélio foram os três de cinco casos identificados pela reportagem. O assistente Miguel Amaral, que trabalhou com Vágner Benazzi, os zagueiros Menezes e Thiago Sertão e o treinador Sérgio Guedes completam o lado da equipe tricolor.

Diego Garcia/ESPN.com.br

Dívida gira em torno de R$ 1,8 milhão
Corinthians tem dívida em torno de R$ 1,8 milhão

Grêmio, Atlético-MG e Corinthians são as três últimas agremiações devedoras. Contra os gaúchos, foram identificados os processos do ex-zagueiro Claudiomiro e do ex-atleta Paulo Lumumba, morto em 2010, mas ainda com ação na Justiça em aberto. O lateral direito Alessandro, a União Federal e a ex-funcionária do administrativo Danielle de Sá movem ações contra o clube mineiro. O Corinthians, para finalizar, tem só a dívida com o ex-zagueiro Marinho como pendência, conforme divulgou o ESPN.com.br nesta quinta.

No site do Tribunal Superior do Trabalho é possível emitir uma Certidão Negativa de Débitos (CNDs) Trabalhistas. Os dados são obtidos em um banco de informações emitidas pelos tribunais regionais. Aparecem na lista obrigações trabalhistas não cumpridas que resultaram em processos e já tiveram decisões judiciais ou foram alvo de acordos.

A Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas são documentos emitidos pelo governo para atestar que pessoas jurídicas (caso dos clubes) não são devedoras de impostos. A Lei de Responsabilidade Fiscal dos clubes, que teve sua votação adiada nesta terça, prevê rebaixamento para os times que não apresentem as CNDs.

Confira, abaixo, os nomes identificados pelo ESPN.com.br que sofreram calotes dos clubes e constam com seus processos na Certidão Negativa de Débitos (CNDs) Trabalhistas das respectivas agremiações:

Botafogo de Futebol e Regatas (61 de 104 identificados)
– Fazenda Nacional
– INSS, Imposto de Renda e FGTS
– União Federal
– Joel Santana, técnico, conhecido como Papai Joel e Rei do Rio
– Cleber de Araujo Nascimento, jogou no final dos anos 90 nos juniores
– Rodrigão, ex-atacante em 2002
– Humberto, ex-atacante dos anos 60 e 70
– Renatinho, lateral-esquerdo, jogou entre 2003 e 2004
– Rogério Josué Pereira dos Santos, ex-atacante em 2002
– Moacir Pereira Júnior, treinador de futebol
– Reidner, ex-zagueiro entre 2000/01 e 2007, encerrou carreira no clube
– Luizão, ex-atacante, jogou em 2004
– Sorato, ex-atacante nos anos 90
– Karyne Almeida Bastos Marques, ex-funcionária demitida por Bebeto de Freitas
– Arthur Matheus Zacharias da Silva, o Carangola, ex-lateral do final dos anos 90
– Marcos Leandro, goleiro, venceu Taça Rio em 2008
– Afonso Cezar Rodrigues, jogou nos juniores doc lube
– Romeu, volante, jogou em 2002 e atualmente está no União Rondonópolis
– Tiago da Costa Martins, juniores, final dos anos 90 e começo de 2000
– Paulinho, jogou nos anos 90
– Kleber Vinicius Rocha dos Santos, “China”, final dos anos 90
– Ailton, ex-meia, jogou em 97
– Fabio Baltazar Correa, Baltazar, volante, atuou em 2001
– Pontes, atacante, jogou entre 1998 e 1999
– Solivan Roberto Dalla Valle, preparador físico
– Ruy Cabeção, meia com passagens por vários times e membro do Bom Senso
– Jorge Luiz, zagueiro, entre 1997 e 2000
– Kleber, ex-goleiro, jogou em 2002, hoje comentarista da TV Anhanguera
– Hernande, ex-atacante do Botafogo no início dos anos 2000
– Joilson, lateral e volante entre 2005 e 2007
– Gérson, ex-meia nos anos 60, tricampeão do mundo
– Taílson, atacante, jogou entre 2001 e 2002 e atualmente no River Plate-SE
– Marcelinho Machado, ala-armador de basquete, jogou entre 98 e 2001
– Fábio Penchel, atacante, jogou entre 2002 e 2004
– Marcio Gomes, começou a carreira no clube no início dos anos 2000
– Diego Jose Garcia Venegas, ex-supervisor de futebol amador
– Aluisio da Silva Neres Junior, Junior, começou carreira no inicio dos anos 2000
– Rogério Lachtermacher, médico
– Marcelo Tavares Estefano, preparador físico no início dos anos 2000
– Fabrício Brandão, ex-zagueiro nos anos 2000
– Edson Gonzaga Alves Filho, ex-ponta esquerda que jogou também no Cruzeiro
– Léo Inácio, meia, jogou no início dos anos 2000
– Leandro Ávila, ex-volante, campeão brasileiro em 1995
– Arnaldinho, ex-jogador de basquete nos anos 90
– Gustavo, zagueiro, jogou entre 2004 e 2006
– José Claudinei Georgini, Valinhos, ex-técnico
– Paulo Sergio Coelho Leite, ex-goleiro
– Fabiano Soares Pessoa, ex-meia nos anos 80
– Julio Cesar Jacobi, goleiro do clube entre 2005 e 2007 e atualmente no Getafe
– Gilson Kleina, assistente técnico em 2002
– Douglas da Silva Oliveira, técnico do infantil nos anos 2000
– Fabio de Oliveira Souza, Fabinho, dos juniores início dos anos 2000
– Lúcio Bala, meia do clube em 2001
– Ernani Lacerda Nascimento, médico nos anos 2000
– Paulo Jorge Zagallo, Zagallinho, trabalhou no clube nos juniores
– Eduardo Francisco da Silva Neto, atacante Dudu, jogou em 2002
– Rafael Coutinho Barcellos dos Santos, volante Coutinho, jogou em 2007
– André Lima, atacante, jogou em 2007 e 2009
– Almir Lopes de Luna, meio-campista, jogou entre 2001 e 2006
– Ramon, ex-meia com passagens por Bayer, Atlético-MG e Fluminense
– Andrei Frascareli, zagueiro, jogou no Botafogo em 2001

Fluminense Football Club (20 de 32 identificados)
– Teresa Cristina Braga Fragelli, psicóloga esportiva
– Zetti, ex-goleiro, tetracampeão do mundo, jogou no Fluminense no ano 2000
– Roberto Brum, ex-volante, jogou no Flu entre 1998 e 2002
– Diego Souza, meia com passagens por Palmeiras e Grêmio, hoje no Metalist
– Paulo César, lateral-direito, campeão brasileiro pelo Santos em 2004
– César, ex-goleiro, jogou no começo dos anos 2000 no Flu
– Alexandre Lopes, ex-zagueiro, jogou no Fluminense em 1999 e 2000
– Léo Inácio, ex-meia, jogou no Fluminense em 2003
– Luiz Alberto, zagueiro, jogou entre 2007 e 2009
– Ramon, ex-meia com passagens por Bayer Leverkusen, Atlético-MG e Vasco
– Gilmar Fubá, ex-volante, jogou entre 2001 e 2002
– Sindicato dos Empregados em Clubes do Estado do Rio de Janeiro
– Joãozinho, filho do ponta-esquerda de mesmo nome, atuou nos anos 2000
– Paulo Roberto Curtis Costa, ex-lateral direito, jogou entre 96 e 97
– Jean Carlos Dondé, lateral-esquerdo, jogou em 2006
– Eduardo Ratinho, lateral direito ex-Corinthians, jogou no Flu entre 2008 e 2009
– Bruno Ferraz das Neves, meia-atacante, jogou no Flu em 2006
– Ronaldo Torres, preparador físico
– Preto Casagrande, volante, jogou em 2005 no Flu
– Petkovic, meia sérvio, atuou entre 2005 e 2006 nas Laranjeiras

Esporte Clube Bahia (5 de 7 identificados)
– Alexandre Sebben, jogou no clube nos anos 2000, hoje é técnico
– Miguel Amaral, foi assistente na comissão técnica de Vágner Benazzi
– Thiago Francisco Santos de Veras, Thiago Sertão, zagueiro
– Antonio Santos Menezes, zagueiro, atuou até 2010
– Sérgio Guedes, ex-goleiro e técnico, treinou Bahia em 2009

Esporte Clube Vitória (3 de 5 identificados)
– Ministério Público do Trabalho – Procuradoria Regional do Trabalho
– Marco Aurélio, ex-meia e técnico, jogou no Vitória em 72 e treinou em 2000
– União Federal

Clube Atlético Mineiro (3 de 3 identificados)
– Alessandro, lateral que jogou em 2004 no time mineiro
– União Federal
– Danielle de Sá, trabalhou no administrativo do clube em 2006

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (2 de 3 identificados)
– Claudiomiro, zagueiro que jogou no clube entre 2001 e 2004
– Paulo Lumumba, ex-jogador do Grêmio nos anos 60, morreu em 2010

Sport Club Corinthians Paulista (1 de 1 identificado)
– Marinho, ex-zagueiro, campeão brasileiro pelo clube em 2005

Observação: os nomes que não constam, mas têm processos registrados como dívidas nas CNDs dos respectivos times, não aparecem nas listas acima por se tratarem de ex-funcionários da parte administrativa ou ex-atletas não identificados pela reportagem.

Fonte: ESPN.com.br