A vontade do Botafogo de não ceder Niltão para o Flamengo prevaleceu, seja por conta da decisão do Ministério Público do Rio de Janeiro, que estabeleceu a existência de torcida única nos clássicos disputados no estado ou por toda a polêmica que já envolve naturalmente um Flamengo x Vasco.

No próximo sábado (25), quando as duas equipes entrarem em campo, o farão em Juiz de Fora, Minas Gerais, no estádio Radialista Mario Elênio, e não no estádio Nilton Santos ou até mesmo no Maracanã. Seja como for e por quais motivos, o fato é que as palavras de Carlos Eduardo Pereira em não permitir que o Flamengo jogue no estádio do Botafogo, está valendo.

Dessa forma, o Rubro Negro certamente vê ainda maior a necessidade de ter um campo próprio no Rio de Janeiro. O estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador, é uma opção viável no curto prazo, contudo sua capacidade ainda está muito aquém do que pode ser obtido jogando no Niltão ou no Maracanã.

Pelo lado alvinegro, não ter o rival atuando em seu estádio pode até não ser benéfico do ponto de vista financeiro, mas certamente soa muito bem junto aos seus torcedores e, em um momento que o clube de General Severiano tem uma decisão contra o Olimpia, pela Libertadores, qualquer motivação ajuda.

Fonte: Torcedores.com