Sport pede quebra do sigilo fiscal e telefônico de Marcelo de Lima Henrique (aquele!)

Compartilhe:

Irritado com a atuação do árbitro Marcelo de Lima Henrique na derrota do Sport para o Ceará no último sábado, o presidente rubro-negro, Luciano Bivar, afirmou que pedirá junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a quebra do sigilo fiscal e telefônico do juiz. O dirigente rubro-negro afirma que Marcelo de Lima prejudicou a equipe pernambucana de forma intencional. O duelo, válido pela rodada 34 da Série B do Brasileiro, terminou 4 a 1 para os cearenses.

– Estou há mais de 30 anos no futebol e tenho certeza que existiu algo direcionado neste jogo. Quando, com dez minutos de partida, o juiz já tinha dado dois cartões amarelos para os meus jogadores, não tive dúvidas disso. Por isso, mandei um requerimento para a CBF pedindo a investigação do fato. Quero a quebra do sigilo fiscal e telefônico desse árbitro. Algo estranho aconteceu e temos que investigar.

Entre as principais queixas do mandatário leonino, a expulsão do zagueiro Oswaldo, apontada pelos jogadores como determinante para a derrota, foi a que mais chateou Bivar.

– O menino não fez nada demais. Não deu um “rapa” no jogador deles, não fez a falta e não desrespeitou o juiz. Ele (o árbitro) foi tendencioso.

Ainda de acordo com Bivar, o Sport tomará todas as medidas possíveis para que o árbitro seja punido pela atuação na partida.

– Não comecei ontem no futebol. Esse juiz nos prejudicou e tem que ser punido por isso. Levamos o caso à CBF e levarei para todas as instâncias. O Sport não vai deixar isso passar em branco.

Com a derrota, o Sport se manteve com 56 pontos, em terceiro lugar. O Ceará pulou para 53, em sexto na classificação.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários