Taça Chororô: Ferj veta Fla x Flu no dia da final do Carioca e sugere nova data

Compartilhe:

A Federação do Rio de Janeiro vetou a realização do amistoso entre Flamengo e Fluminense no dia 3 de maio, dia da final do Campeonato Carioca. A entidade, no entanto, liberou os dois clubes para se enfrentarem antes disso. Há duas datas sendo estudadas: dia 29 de abril e dia primeiro de maio. O jogo deve acontecer no Mané Garrincha, em Brasília.

De acordo com o presidente da Federação Brasiliense, Jozafá Dantas, a Ferj o procurou para discutir o assunto e sinalizou com a resposta negativa e uma alternativa.

“Pelo que me foi passado pela Ferj, o dia 3 de maio foi vetado. É o mesmo dia da final do Carioca. Então, não será nessa data. Ela sugeriu pra gente que fosse no dia primeiro de maio, mas essa data é ruim pra nós. A final do nosso campeonato será no dia 2 e ficará difícil de fazer as duas coisas. Então, nossa sugestão é que seja realizado no dia 29 de abril. Vamos ver o que vai ser decidido”, afirmou o cartola, em contato com a reportagem.

“A gente não quer que um jogo aqui sirva para causar guerra no futebol. A gente quer sim receber os dois times e estamos vendo a melhor maneira para isso. Até falei com a CBF para mediar isso também, para não causar nenhuma indisposição entre as federações”, completou.

A ideia inicial dos dois times era para que o amistoso fosse realizado às 18h30, portanto, após a decisão do estadual, entre Vasco e Botafogo, até para que transmissão da partida fosse vendida para a televisão.

Quando o assunto veio à tona, o diretor de competições da entidade, Marcelo Vianna, explicou que pelo regulamento os clubes só poderiam disputar alguma coisa com a autorização da Ferj.

Procurada, a federação informou que foi consultada pelo Flamengo e respondeu que não autorizaria que o jogo acontecesse no fim de semana da final do campeonato.

Fla e Flu estão brigados com a entidade, pensando inclusive em usarem seus times reservas na próxima temporada. A ideia da partida, inclusive, foi dada por torcedores, nas redes sociais, como forma de boicote.



Fonte: ESPN.com.br
Comentários