O empate por 0 a 0 com o Botafogo irritou o Atlético-PR. Principalmente pela postura do time carioca, que apostou bastante na marcação e matou bastante tempo, ora com faltas ora demorando na reposição da bola para o reinício do jogo. O técnico Fabiano Soares, do Furacão, chegou a dizer que somente uma equipe procurou jogar na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada.

– Uma equipe quis jogar, e a outra não. Tentamos, tentamos, mas está claro que precisamos de uma referência para finalizar as jogadas. É agradecer a torcida, mas o jogo muito parado e, quando conseguimos, não conseguimos marcar. Estou contente porque a equipe se propôs a atacar contra outra que esteve atrás. Depois, muitas faltas, não deixavam jogar – declarou Fabiano Soares, logo após a partida.

Em relação ao próprio time, o treinador apontou a ineficiência ofensiva como o principal problema, já que, apesar das dificuldades, a equipe conseguiu criar algumas oportunidades. Mas, mesmo assim, Fabiano Soares demonstra otimismo com o futuro atleticano no Campeonato Brasileiro.

– As possibilidades que tivemos não conseguimos por alguns motivos, mas vejo um futuro mais claro. Os jogadores que estávamos precisando, que era um homem de área, chegou e pode nos dar este gol que está faltando para ganhar os três pontos – apontou Fabiano Soares.

Somando Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores da América, o Atlético-PR não vence há sete jogos. Na Série A, o time é apenas o 16º colocado, com 17 pontos, dois a mais do que a zona de rebaixamento. O próximo duelo do Furacão é a Ponte Preta, neste domingo, às 19 horas, novamente na Arena da Baixada.

Fonte: Terra