Conhecidamente como um grande ‘frasista’, René Simões não perdeu tempo. O treinador filosofou nesta sexta-feira, quando um bando de Quero-queros invadirem o treinamento do Botafogo. O comandante do Alvinegro arrancou gargalhadas ao comentar o estilo de vida das aves, que são muito protetores com seus filhotes.

Nesta sexta-feira, um membro da comissão técnica teve que lidar com a fúria da ‘mamãe quero-quero’ que atacou o botafoguense, quando ele tirou um dos filhotes da área de treino do elenco. René Simões saiu em defesa das aves e filosofou.

“Admiro muito o quero-quero que tem uma filosofia de vida incrível. Ele mata e morre pelo filho, mas quando o filho cresce ele manda embora. Ele é meio francês, não é como nós brasileiros, que muitas vezes temos filhos de 30 anos morando com a gente”, disse o treinador.

De bem com a vida, René Simões mostrou que a alegria não aparece apenas no momento de comentar sobre os quero-queros. O treinador se mostrou também muito empolgado com o elenco do Botafogo.

“Melhor grupo que eu já trabalhei. Tenho que parabenizar o Antônio Lopes porque fez algo inacreditável. O Botafogo não pagou um centavo a clube ou agente. Todos vieram sem que o Botafogo gastasse um centavo. E jogadores que nós queríamos”, afirmou.

O primeiro grande desafio do Botafogo na temporada será no dia 24, quando medirá forças com Shandong Luneng, time da China treinado por Cuca, no Engenhão. O jogo será com os portões fechados já que há muito entulho no entorno do estádio. A estreia oficial do Alvinegro ocorrerá no dia primeiro de fevereiro, diante do Boavista, pelo Campeonato Carioca.

Fonte: UOL