Técnico se divide entre base e time principal e ajuda revelações do Botafogo

Compartilhe:

Após ficar um longo tempo sem formar jogadores com destaque no time profissional, o Botafogo mudou essa realidade nas três últimas temporadas. Neste ano, sob o comando de Oswaldo de Oliveira, jovens como Dória, Gabriel, Vitinho, Gegê, entre outros, ajudam o Alvinegro na luta por uma vaga na próxima Taça Libertadores. Mas é outro profissional o verdadeiro responsável por encurtar essa ponte entre base e time de cima. Técnico do time sub 20 e auxiliar do treinador da equipe principal, Eduardo Húngaro possui um acúmulo de funções que também representam realizações no CT de Marechal Hermes e de General Severiano.

– Tudo que a gente sonhou lá atrás, vendo meninos iniciando trabalho conosco, teve essa concretização. Aos poucos eles estão entrando, vencendo, jogando bem, sendo úteis. A minha presença facilita a adaptação deles, com um ou outro toque, observação, que a gente faz. Fazer essa junção do sub 20 com o profissional, ter técnico dos juniores como auxiliar do profissional, foi uma ideia muito legal da direção – declarou.

Vitinho e  Eduardo Húngaro no treino do Botafogo (Foto: Thales Soares / Globoesporte.com)
 Eduardo Húngaro conversa com Vitinho, hoje no CSKA (Foto: Thales Soares / Globoesporte.com)

Foi Eduardo que ajudou Oswaldo a lançar sete jogadores da base no time profissional nos últimos dois anos. Está sempre ali, no ouvido do treinador, dando dicas de novos talentos que o Botafogo vem criando. O técnico da base aponta também que isso foi possível graças a melhorias estruturais no clube.

Já Oswaldo de Oliveira destaca também a filosofia de jogo estabelecida para todas as categorias do futebol alvinegro. Além disso, entre os jogadores e comissão técnica, Duda é o olho do técnico nas categorias inferiores do clube.

– Não é aquela coisa de dizer que é para jogar no mesmo sistema nos juniores e no juvenil. É a concepção de jogo, a filosofia. Duda agora é nosso emissário, ele que vai e volta, traz informações, trabalha lá com juniores e trabalha conosoco aqui – respondeu Oswaldo.

Titular do Botafogo desde 2012, o zagueiro Doria é um dos 17 jogadores do atual elenco (três goleiros, dois laterais, um zagueiro, quatro volantes, quatro meias e quatro atacantes) que passou por Eduardo Húngaro antes de ser revelado pela base do clube, assim como Sasá, Gegê, Jadson (que está na Udinese, da Itália) e Vitinho (que se transferiu para o CSKA da Rússia) e tantos outros.

– Parece até que estou na base. Todos os meus amigos que estavam comigo estão aqui também. A gente se sente em casa. Quem está no juniores confia que a qualquer momento pode estar aqui – afirmou Dória, que também serviu a categorias inferiores da seleção brasileira e agora serve de exemplo para outra geração que o Botafogo já prepara para revelar.

Fonte: Sportv.com

Comentários