Titular desde a chegada do técnico Alberto Valentim, Rodrigo Lindoso vive um novo momento no Botafogo. Isso porque, durante a passagem de Felipe Conceição, no início da temporada, o volante foi preterido e apareceu apenas como opção no banco de reservas na maioria dos jogos. Agora voltando se consolidar no time principal, o jogador admitiu que respeitou, mas não entendeu a opção do antigo treinador.

“Em nenhum momento eu deixei de fazer. Nunca faltei treino, nunca cheguei atrasado. Sempre me dedico bastante. Vocês têm os números do quanto eu corro e me dedico. Para quem não vinha atuando, fiz a primeira partida com o Nova Iguaçu e consegui percorrer 12 km. Isso mostra o quanto eu treinava forte. Foi uma escolha pessoal, a gente nunca entende, sempre quer estar jogando. Mas eu respeitei a posição do treinador. Foi uma questão muito dele. Realmente não entendi, mas respeitei e segui esperando a oportunidade. Veio a troca de comando e agradeço a oportunidade que o Valentim está me dando”, explicou.

Rodrigo Lindoso foi titular e atuou os 90 minutos contra o Nova Iguaçu e a Cabofriense, dois jogos sob o comando de Alberto Valentim. Ainda conhecendo o novo treinador, ele destacou as características do técnico e revelou a maneira dele trabalhar.

“Tem muitas coisas que ele cobra. Se eu falar tudo posso dar alguma informação sobre o que ele pede (risos). Ele cobra no geral. O que eu posso passar para vocês é que ele nunca elogia individualmente um jogador. Se eu faço cinco roubadas, talvez a pressão de um companheiro tenha me ajudado. Eu não posso ganhar o mérito sozinho. Ele sempre se preocupa com o coletivo do time. Ele vem cobrando bastante e disse que a gente tem um grupo muito bom. A tendencia é que evolua sempre”, completou

Principal homem de marcação de Alberto Valentim, Rodrigo Lindoso começará jogando pela terceira vez consecutiva, no duelo contra o Flamengo, no próximo sábado (03). Apesar de o mando ser do Rubro-Negro, a partida, que é válida pela Taça Rio, será disputada no Nilton Santos, para a alegria do volante.

“Fiquei feliz pelo fato de o jogo ser aqui na capital e não fazer viagem. É curioso pelo mando ser deles e a gente jogar na nossa casa. É mais uma coisa que acontece no estadual. Mas é bom. É mais um clássico. Vai ser mais um jogo disputado”, encerrou.

Fonte: Esporte Interativo