Do atual elenco alvinegro, só Jefferson e Lindoso tem mais partidas com a camisa do Botafogo do que Rodrigo Pimpão. Alternando entre o time titular e a reserva em 2018, o atacante viveu altos e baixos na temporada. Hoje, às 21h45, no Nílton Santos, ele volta a equipe principal para enfrentar o Bahia e conta com a confiança do treinador. Vai substituir Erik, que não está inscrito na Sul-Americana.

— Rodrigo é identificado com o clube, bastante competitivo e tem toda nossa confiança. Considero ele um titular também da nossa equipe, não perdeu posição. Ele vai entrar no lugar do Erik e espero que ele faça uma boa partida — comentou Zé Ricardo ontem, evitando rotular o atacante como reserva.

Mesmo se não vem aparecendo nos onze iniciais ultimamente, Rodrigo Pimpão é um dos que mais atuaram pelo Botafogo no ano. Ele esteve em 44 dos 50 jogos do time. Acostumado a marcar em momentos importantes, o atacante fez cinco gols na Libertadores do ano passado e dois na atual Sul-Americana. Deixou o dele, inclusive, no jogo de ida contra o Bahia.

Para amanhã, Zé Ricardo tem Pimpão como uma das armas para reverter o resultado do primeiro jogo, em que o Bahia venceu por 2 a 1. Uma vitória simples serve para o Botafogo, que marcou um gol fora de casa.

— Nosso time tem que ser aguerrido, mas isso não é pela forma que a equipe ataca ou defende, passa por uma identidade de comunicação, de como se porta. A torcida vai embalar a gente para chegar às quartas de final — disse Zé Ricardo.

Fonte: Extra Online