Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco estão jogando juntos em prol do futuro dos esportes olímpicos. Representantes dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro estiveram na manhã desta quinta-feira, no Salão Nobre da Gávea, e falaram sobre os impactos da MP 841 no esporte. Técnicos, atletas e ex-atletas também compareceram à coletiva de imprensa.

Gláucio Cruz, Diretor Geral de Esportes, foi o porta-voz do Botafogo. Flamengo, Fluminense e Vasco foram representados pelos seus Vice-Presidentes Alexandre Póvoa, Márcio Trindade e Jorge Veríssimo, respectivamente. Secretário de Esportes do Rio de Janeiro, José Ricardo Brito completou a mesa. Todos se pronunciaram contra a Medida Provisória 841, que prevê corte de 514 milhões aplicados atualmente no esporte brasileiro, destacaram a importância dos clubes como formadores de atletas e a contribuição do esporte dentro da sociedade.

– Nos últimos anos, o Botafogo se preparou exatamente para conseguir subsídios equacionando as dívidas e pagando impostos. Trabalhamos em cima disso e agora vem essa MP 841 que impacta bastante. Vamos lutar com todas as forças para que essa medida não permaneça – destacou Gláucio Cruz.

O dirigente alvinegro também alertou para a parte social, muito importante e de destaque no clube.

– É muito difícil fazer Esporte Olímpico no Brasil. Sou ex-atleta do Botafogo e sei das dificuldades que passamos. Com muita luta e um trabalho sério, a gente vem conseguindo diminuir isso e dando a melhor qualidade possível de treinamento e equipamentos para nossos atletas. O governo nos daria uma luz no fim do túnel, um subsídio que nunca tivemos e fortaleceria ainda mais o projeto de todos aqui. Porém, isso está sendo tirado de uma forma absurda – finalizou Gláucio.

Recentemente, o Botafogo – em conjunto com diversos clubes formadores – emitiu uma nota conjuta lamentando a MP. Relembre aqui: http://botafogo.com.br/noticia_interna.php?cat=oclube&session=4479&subtag=Botafogo

Fonte: Site oficial do Botafogo