Túlio Lustosa, sobre ser retirado de Muro de Ídolos do Botafogo: ‘Não foi nada fácil. Era o maior troféu da minha carreira’

30 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Túlio Lustosa, sobre ser retirado de Muro de Ídolos do Botafogo: ‘Não foi nada fácil. Era o maior troféu da minha carreira’
Reprodução

Pelas passagens como jogador do Botafogo, entre 2003 e 2005 e 2007 e 2008, Túlio Guerreiro estava no Muro dos Ídolos, em frente à sede de General Severiano. Porém, hoje gerente de futebol, Túlio Lustosa teve sua imagem pichada, sendo retirado do muro pintado pela torcida.

Em entrevista ao torcedor Roberto Botafogo, no Facebook, Túlio lamentou o fato.

Não foi nada fácil. Ninguém me falou. Eu recebi no aplicativo que tenho no celular. Sei que não é a maioria da torcida. O cidadão não representa a maioria. Mas sei que é uma indignação do torcedor. Não estou chateado pelo que aconteceu hoje. Eu entendo a passionalidade do torcedor. Aliás, sei que querem tentar mexer com o que está aqui dentro. Estamos lutando com todas as forças para fazer o grupo reagir. Eu vou acreditar até enquanto tiver chance. Aliás, eu como atleta fui várias vezes vaiado, xingado. É a mesma coisa. Vou tentar dar a volta por cima. Sei que tem muita gente incomodada com a maneira que venho trabalhando – afirmou Túlio Lustosa, que citou o orgulho de ter sido pintado no muro.

– Foi uma honra indescritível estar ao lado de jogadores daquele tamanho. Sinceramente, acho que não sou nem digno daquilo. Certamente foi o maior troféu que recebi na minha carreira. Mas sei o tamanho que tenho. Sou minúsculo frente a história do Botafogo – finalizou.

Veja o vídeo completo no Facebook.

Siga o @fogaonet no Instagram:

Fonte: Redação FogãoNET e Facebook Roberto Botafogo

Notícias relacionadas