Túlio Maravilha está de volta. Não aos campos, mas na tela da ESPN. O ex-atacante é o convidado do Bola da Vez, e o programa vai ao ar, na íntegra, na madrugada de terça para quarta-feira, às 00h30 (de Brasília), na ESPN Brasil e no WatchESPN.

Mostrando o jeito inusitado de sempre, Túlio Maravilha falou sobre um curioso episódio que viveu durante o intervalo do jogo entre Atlético-GO e Ituiutaba, válido pela Série C, em 2003.

“Atlético-GO e Ituiutaba. Série C de 2003. Primeiro jogo, 2 a 1 para a gente no Serra Dourada, eu fiz um gol, que foi o gol 600. No jogo de volta, precisávamos do empate. Acabou 2 a 1 e fomos para os pênaltis. Mas, antes disso, no vestiário, entrou um torcedor do Ituiutaba, com um chapelão, cigarro na boca, bafo de cachaça, pegou o revólver e deu dois tiros para cima, dentro do vestiário. ‘Se ganharem, ninguém vai sair vivo daqui, vai morrer todo mundo’. Aí nos pênaltis, o último era meu. Adivinha o que aconteceu? Errei o pênalti, se não, não estaria aqui para contar história”, afirmou o bem-humorado ex-atacante.

Entre outros assuntos, Túlio Maravilha também falou dos 1000 gols e sua matemática para chegar no 1000º. “Vestiu a camisa do clube, já tá valendo”, afirmou o ex-jogador de 45 anos.

Fonte: ESPN.com.br