(Vale ler!) Blog ironiza: ‘Já é insustentável a crise no Botafogo’

Compartilhe:

Já é insustentável a situação do Botafogo. Sem perder há mais de 1 mes, o time não consegue controlar a frustração de ser o líder do campeonato na décima quarta rodada.

É importante lembrar que o campeão raramente liderou a rodada 14, o que não sai da cabeça dos jogadores.

A briga entre Seedorf e Gilberto agita os corredores de General Severiano. Só se fala em outra coisa.

Em leitura labial na conversa entre o presidente do clube e um rapaz suspeito todo de branco nossa equipe apurou um pedido estranho:

– Traga uma fanta uva e um sanduiche pra mim.

E a pergunta que fica: Quem toma fanta uva? Porque uva? Seria uma forma de insinuar que falta vinho no clube?

O norte-americano Sanderson Pelsk da universidade de JacksonVille, na Flórida, alerta sobre os perigos de não mudar o quadro neste momento.

“Com o dólar subindo neste ritmo, os protestos pelo país e também a crise na Espanha, Gilberto não poderia ter dito ao Seedorf “não me xinga”. Vai haver uma reação da bolsa de valores”, disse em tom misterioso.

Enquanto isso os patrocinadores já se articulam para abandonar o contrato. A marca de bebidas que estampa seu nome na camisa se revoltou com o pedido de fanta uva do presidente e pretende rescindir sem multa.

A nossa equipe procurou conselheiros para saber da crise e a maioria se negou a falar. Um deles, no entanto, deixou escapar quando se negava a conversar conosco: “Que m…. esse novo lanche do McDonalds”.

Irritado, o vice de futebol prometeu providencias, já que é o lanche preferido de Jefferson.

O Botafogo joga nesta quinta-feira contra o Atlético MG, campeão das Américas, no Maracana.  O jogo é válido pela Copa do Brasil, torneio pelo qual o Botafogo carrega algum trauma pelos maus resultados.

Oswaldo de Oliveira é alvo da diretoria. Se não perder o jogo no próximo domingo, terá seu contrato renovado a força. É possível até um aumento de salário, algo que o treinador recusa já que entende ganhar o suficiente para viver bem.

A redação

Fonte: Blog do Rica Perrone

Comentários