A semana segue de preparação intensa para o clássico contra o Fluminense, segunda-feira, no Estádio Nilton Santos. O treinador Alberto Valentim seguiu sem confirmar a equipe que iniciará a partida, mas sinalizou com a provável convocação do atacante uruguaio Aguirre, que finaliza seu período de recondicionamento e entrosamento com o grupo para poder estrear no Campeonato Brasileiro.

– Provavelmente será convocado. Ainda faltam alguns treinos para fecharmos nossa semana. Tem treinado bem e evoluído na questão física. Aqui treinamos muito forte e ele tem procurado melhorar. Não começará jogando, mas estamos felizes por saber que está próximo – disse Valentim.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Alberto Valentim:

PRÓXIMO DO ESPERADO

– Muito tempo sem jogar, né. Temos que tomar cuidado, está se adaptando e procura fazer tudo que pedimos. Está pegando tudo rápido e a tendência é que tenha o quanto antes o nosso entrosamento.

MOISÉS

– É um jogador de muita força, que se cobra muito e que fez um ótimo trabalho de recuperação para voltar. Pode pintar na convocação também.

UM FLUMINENSE RECUPERADO DA ALTITUDE

– Estarão recuperados fisicamente e contam com um jogo de qualidade na frente. Temos que estar atentos ao atacar para não darmos espaço para eles. É um time de qualidade e que aproveita as chances. Temos que jogar melhor do que fizemos no Carioca.

CONVERSA COM OS ATLETAS

– Faço sempre 48h depois do jogo e procuro falar com eles depois de assistirmos ao com eles. Os conhecemos bem e agora nos enfrentaremos numa competição de pontos corridos. Teremos essa conversa e também assistiremos vídeos nosso e deles.

SEMANA CHEIA

– Jogamos apenas uma vez contra eles e nesse jogo precisamos vencer. Precisamos seguir evoluindo, procurar com que o time siga crescendo. Teremos essa semana cheia e vsmos procurar aproveitá-la ao máximo. Será muito bom em todos os aspectos.

VARIEDADE NOS AUTORES DOS GOLS

– Tenho mostrado nos nossos vÍdeos que nosso time chega com muitos jogadores no campo adversario. Todos participam ativamente da parte ofensiva e isso faz com que apareça um pouco mais quem joga lá atrás. Isso é um mérito deles e por isso muitos jogadores fizeram gols na equipe.

LÉO VALÊNCIA

– Tive uma conversa com ele para saber como se sentia mais à vontade. É um jogador importante, que obedece a parte tática. Ele e o Rabello jogaram todas comigo e procura fazer o que a gente pede. Isso ajuda muito a parte tática da equipe.

A ADAPTAÇÃO DO CHILENO

– Não é fácil. Por mais perto que seja próximo temos diferenças. A forma de jogar, a língua. Todos temos que procurar acelerar e a tendência é melhorar. Ele está no caminho certo.

Fonte: Site oficial do Botafogo