A derrota por 4 a 1 para o Santos na Vila Belmiro foi um duro golpe no Botafogo. O Alvinegro tomou um balde de água fria logo cedo, ao tomar dois gols nos primeiros 12 minutos de jogo. Em coletiva após o jogo, o técnico Alberto Valentim lamentou o resultado e o mau momento, mas pediu que a equipe esqueça a má fase no segundo turno do Campeonato Brasileiro, onde somou apenas seis pontos.

“A gente não pode se preocupar a como tem sido o segundo turno. Tem que pensar daqui para frente nesses oito jogos, recuperar bem os jogadores para a gente fazer um campeonato à parte”, declarou.

Em sua análise da partida, Valentim declarou que o terceiro gol santista tirou completamente o Bota do jogo. Para o treinador, a proposta alvinegra começava a dar certo no momento em que Soteldo balançou as redes.

“Tivemos chance boa em uma jogada no primeiro tempo em que o Fernando acabou não pegando bem de cabeça. Mudamos o desenho defensivo no segundo tempo, corrigimos algumas coisas, e o Santos não estava conseguindo jogar. Infelizmente na jogada de escanteio onde eles ganham o rebote do Marcinho, o Marcinho teve uma leve torção no joelho e não conseguiu ganhar o rebote. Eles contra-atacaram muito rapidamente, fizeram o terceiro gol e nos tiraram a condição de empatar o jogo e tentar virar”.

O técnico também explicou porque não utilizou Diego Souza na partida. O camisa 7 foi barrado pelo treinador para o jogo e permaneceu no banco durante os 90 minutos.

“Não via o jogo de hoje muito para o Diego. Precisávamos de jogadores mais ágeis e com outras características para tentar vencer o Santos”, disse, sucinto.

Valentim também evitou crucificar o time pelos gols sofridos. O treinador creditou os lances à desatenção.

“Acontece, temos que corrigir. Vou passar um vídeo aos jogadores, porque precisamos minimizar erros nesse final de campeonato. Temos que ter cobrança interna porque certas coisas não podemos admitir como um gol no início do jogo, porque você acaba tendo dificuldade no início da partida”.

Com 33 pontos, o Botafogo é o 14º colocado do Campeonato Brasileiro, mas viu a distância para a zona de rebaixamento chegar a apenas dois pontos. Agora, a equipe tem compromisso difícil pela frente: enfrenta o Flamengo, na quinta-feira (7), às 20h, em casa, no Estádio Nilton Santos. O rival é o líder isolado da competição.

“Acredito que, para conseguir alguns resultados importantes, vocês precisa vencer alguns jogos que todos acham improváveis. Pelo momento que estou falando. Contra o Flamengo, vamos recuperar bem até porque vamos jogar em casa. Temos que procurar vencer. É difícil, lógico. Todos estão vendo a campanha que o Flamengo está fazendo. Mas nós vamos nos preparar de verdade para tentar vencer o jogo”, finalizou Valentim.

Fonte: UOL