O Botafogo sai do Morumbi frustrado nesta quarta-feira (30), após a derrota por 3 a 2 para o São Paulo, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Na visão de Rodrigo Pimpão, o resultado poderia ter sido muito melhor, ainda mais se a arbitragem — diz ele — não tivesse influenciado tanto o duelo.

“Perdemos para nós mesmos”, lamenta o meio-campista em entrevista ao canal Premiere. “No primeiro tempo saímos na frente, deixamos empatar. Mas acho que o principal erro foi da arbitragem. Não gosto de falar disso, mas influenciou muito no resultado. Temos que rever isso, vocês podem até falar melhor que eu, que estava ali no banco”, reclama, referindo-se à trombada de Igor Rabello em Everton, na qual o árbitro Wilton Pereira Sampaio viu pênalti (veja o lance mais abaixo).

O Botafogo tinha acabado de sair na frente em um chutaço de Valencia, e sofreu o empate na cobrança de pênalti de Nenê. O São Paulo ainda fez o segundo e o terceiro antes do intervalo e a partir daí administrou a vantagem até Pimpão diminuir na reta final.

“O time lutou, buscou o resultado no segundo tempo, tentamos e fomos para cima. Não conseguimos, mas fica a luta de toda a nossa equipe”, exalta Pimpão, insistindo em suposto erro dos homens do apito. “Fomos prejudicados hoje, mas vamos trabalhar para recuperar lá na frente.”

Valentim também faz crítica

Pimpão não foi o único a reclamar do pênalti marcado a favor do São Paulo. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Alberto Valentim mostrou-se insatisfeito com a decisão “Erramos algumas bolas, e em uma delas seria escanteio e o árbitro deu pênalti. Vocês já sabem porque viram na televisão que não foi pênalti”, reclamou, falando diretamente com os jornalistas.

Ele usou o lance para lembrar um lance da rodada passada, da partida contra o Vitória no estádio Nilton Santos. “Fica um gosto amargo, muito amargo. Amanhã, nos programas, se pegarem os últimos lances contra o Vitória, houve um pênalti no Kieza. Quero que vejam o lance para ver se estou falando bobagem”, provocou Valentim.

Clássico no sábado

“Conversei rapidamente com eles [jogadores], de que precisamos recuperar forças, física e mentalmente. O jogo [contra o Vasco] é sábado, então há um dia a menos para recuperar. Enfrentar o Vasco novamente, um jogo difícil na casa do adversário. Precisamos nos recuperar com pontos fora de casa”, diz Alberto Valentim, referindo-se ao clássico das 19h (de Brasília) deste sábado (2), em São Januário.

Fonte: UOL