Tido como principal reforço do Botafogo para a sequência do Campeonato Brasileiro, o atacante uruguaio Aguirre é a nova esperança de gols para o time alvinegro. Com habilidade para jogar nas pontas e força no chute, ele é elogiado e visto como um atleta versátil pelo técnico Alberto Valentim.

O novo uruguaio do Botafogo já é acostumado a atuar em mais de uma posição em campo. Na Udinese, ele era visto como um atleta de explosão pelos lados do campo, seja pelo lado esquerdo ou pelo lado direito, mas com funções de meia e de marcação nas pontas, o que lhe fez atuar por diversas vezes longe da grande área. Com isso, marcou poucos gols na primeira divisão italiana.

A melhor fase de sua carreira aconteceu em 2017, quando era o principal atacante do elenco do Nacional, do Uruguai. Atuando na liga de seu país de origem, ele tinha mais liberdade para flutuar entre as três posições do ataque, mas na maioria das vezes era escalado como segundo atacante. Canhoto, ele tem como jogada característica o corte para dentro e o chute de perna esquerda. Foram 14 gols em 33 jogos nesta função.

No Botafogo, Alberto Valentim tem como inspiração os atacantes do Palmeiras, Keno e Willian, que costumam flutuar e trocar posições pelos três setores do ataque (direita, esquerda e centro), não tendo lugar fixo para permanecer dentro do jogo.

Para o treinador botafoguense, Aguirre tem condição de exercer função semelhante ao que fez, especialmente com Keno, quando foi o técnico do Palmeiras no final do Brasileirão de 2017.

“Eu quero poder usá-lo nas três posições da frente (extremos e centroavante), isso vamos procurar fazer quando ele estiver bem, perto ou no nível dos outros jogadores, fisicamente falando. Fiz isso no Palmeiras com o William Bigode, o próprio Keno, essa troca com eles. Não vejo problema de fazer isso, até porque jogamos perto um do outro, com setores próximos”, explicou Valentim.

Contra o Audax Italiano, pela Sul-americana, Alberto Valentim testou Kieza pela primeira vez atuando ao lado esquerdo do ataque botafoguense, em função semelhante a que ele já havia exercido atuando pelo Vitória. O posicionamento de K9 na partida pode ter sido um teste para saber se Aguirre poderá atuar ao lado do atacante.

A expectativa é pela estreia de Aguirre, pelo Botafogo, no jogo de segunda-feira (14), contra o Fluminense, pela quinta rodada do Brasileirão.

Fonte: Torcedores.com