Após superarem rivais favoritos nas semifinais, Vasco e Botafogo iniciam neste domingo, às 16h, no Maracanã, a disputa pelo título do Campeonato Carioca. E apesar de toda disputa em campo, os times alvinegros apostam também nos números para alcançar a taça de um campeonato recheado por polêmicas – inclusive nas disputas que definiram os finalistas.

Pelo lado do Vasco, a confiança é no retrospecto geral em confrontos contra seu maior rival no Rio de Janeiro. Com 138 vitórias e apenas 88 derrotas diante do Botafogo na história, o Cruzmaltino tenta manter a superioridade para encerrar um jejum que já dura 13 anos – último título estadual foi em 2003.

Já o Botafogo aposta na vantagem que tem sobre o rival de São Januário em finais, principalmente nas decisões estaduais, onde o time nunca perdeu para o Vasco. O clube de General Severiano venceu todas as disputas de título carioca entre os times – 1948, 1968, 1990 e 1997.

Em outras cinco decisões, o Vasco só venceu uma – Taça Guanabara de 1965. No total, são nove finais, com oito títulos para os botafoguenses. A missão é manter escrita e “empurrar” o Vasco para seu maior período sem títulos estaduais na história.

“Clássico não tem favorito. Termos a vantagem dos empates, mas o próprio Botafogo já provou como isso pode rapidamente mudar de lado [ao ser derrotado pelo Flu no primeiro jogo da semifinal]. O Botafogo tem um DNA ofensivo e não sabe jogar pelo empate. Vamos jogar para frente, como sempre fizemos. O Vasco é um grande adversário e não está na final sem motivos”, comentou o técnico botafoguense, René Simões.

Para a decisão deste domingo, o treinador não poderá contar com o meia Jóbson, suspenso pela Fifa por quatro anos se recusar a fazer um exame antidoping no período que atuou pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Outro desfalque é o meia Elvis, que se lesionou na semifinal contra o Fluminense.

Recuperado de uma pancada no tornozelo, o atacante Bill, que era dúvida até o treino da última sexta-feira, não deve ser problema para o time campeão da Taça Guanabara e que joga por dois empates para ficar com o título do Carioca.

Em São Januário, Doriva não tem lesões para se preocupar na hora de montar seu time. Com todos os atletas à disposição, o treinador do Vasco deverá repetir a formação inicial que venceu o Flamengo no último jogo e se garantiu na decisão.

Mesmo com o time completo e um histórico favorável, o comandante cruzmaltino não quer saber de números ou vantagem. “Estatística é boa para observar, mas é um jogo novo, chance de escrever nova história. Não influencia em nada. Tem que focar no jogo, fazer a leitura correta do momento e colocar em prática nosso jogo”, comentou Doriva.

VASCO x BOTAFOGO

Data e horário: 26/04/2015 (domingo), às 16h
Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Transmissão na TV: Globo e Bandeirantes
Árbitro: Luis Antônio Silva Santos (RJ)
Auxiliares: Wagner Almeida Santos (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

Vasco
Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Júlio dos Santos e Marcinho; Dagoberto (Rafael Silva) e Gilberto
Técnico: Doriva

Botafogo
Renan; Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, William Arão, Gegê (Tomas) e Fernandes; Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

Fonte: UOL