Não bastasse o atacante Rildo ter quebrado a perna do volante João Paulo, o Vasco ainda acredita que o Botafogo quer levar vantagem do fato no clássico desta quarta-feira, válido pela semifinal da Taça Rio. Para os vascaínos, as reclamações botafoguenses com representação na FERJ, entrevistas duras e o afastamento de Leonardo Garcia Cavaleiro fazem parte da estratégia alvinegra para colocar pressão na arbitragem.

O vice-presidente de futebol do Vasco, Fred Lopes, protestou em entrevista ao site “Globoesporte.com”.

– O Vasco lamenta o ocorrido, entende que foi uma fatalidade, que não foi maldade. O que não pode é o Botafogo tentar tirar uma vantagem técnica em cima do ocorrido, criando uma pressão. Isso o Vasco não pode aceitar. Até porque se acontece algo contra o Vasco o que vamos pensar? É um jogo de quem pressiona mais? Como fica a cabeça do árbitro? Os lances duvidosos têm que ser a favor do Botafogo? – reclamou o dirigente.

Fonte: Globoesporte.com