No orçamento apresentado e aprovado com atraso do ano de 2020, o Botafogo estipulou uma receita de R$ 62 milhões com venda de jogadores. O site Globoesporte.com detalhou como a diretoria alvinegra espera arrecadar essa quantia, que gerou certa surpresa entre os torcedores.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

As principais esperanças da cúpula do Botafogo recaem no zagueiro Marcelo Benevenuto, no lateral-direito Marcinho e nos atacantes Luis Henrique (todos formados na base) e Pedro Raul (contratado este ano e que tem 70% dos direitos econômicos vinculados ao Glorioso).

Deste valor de R$ 62 milhões, o Botafogo já conseguiu cerca de R$ 5 milhões com o empréstimo de João Paulo ao Seattle Sounders, dos Estados Unidos (se o meia for comprado, o Fogão ganharia mais R$ 3,3 milhões, pela cotação atual).

Uma das razões para o otimismo da diretoria também está na quantidade do dinheiro arrecadado com vendas em 2019. Foram negociados Matheus Fernandes (R$ 15,5 milhões), Igor Rabello (R$ 13 milhões), Ezequiel (R$ 5 milhões), Jonathan (R$ 4,5 milhões), Leandro Carvalho (R$ 3 milhões), Glauber (R$ 2,5 milhões) e Pimenta (R$ 1,5 milhões), totalizando R$ 45 milhões.

Fonte: Globoesporte.com