Eduardo Barroca é um velho conhecido da torcida do Botafogo, que acompanhou por alguns anos seu trabalho nas categorias de base. Após a saída de Jair Ventura, no fim de 2017, seu nome era visto como principal favorito para assumir os profissionais.

A diretoria, no entanto, apostou em Felipe Conceição e decidiu ‘pular’ Barroca, que se mandou para o Corinthians e irritou membros da diretoria. Após alguns meses, nova aposta e volta para casa.

Botafogo ‘pulou’ Barroca

Após a saída de Jair Ventura, tudo indicava para que Eduardo Barroca recebesse uma oportunidade no time profissional. Isso porque a diretoria havia sinalizado que não buscaria um treinador no mercado, mas apostaria novamente em uma fórmula caseira. No sub-20, última categoria da base e fazendo sucesso, bastava fazer as ilações.

A diretoria, porém, decidiu ‘pular’ Barroca e apostar em Felipe Conceição, com pouco tempo no sub-17. O fracasso foi retumbante após a eliminação do time na primeira fase da Copa do Brasil. Tigrão, como era conhecido pela torcida da época de jogador, não durou muito tempo e deixou o cargo.

Sem chance, aceitou Corinthians e irritou Botafogo

Após ser ‘pulado’, Barroca seguiu seu trabalho no sub-20. Ele, porém, queria saber dos planos de sua carreira de acordo com o Botafogo, que deixou claro que teria que esperar pela sua vez. Sem imaginar isso ocorrendo, ele aceitou o desafio do Corinthians, que o contratou para o sub-20, mas com planejamento de crescimento.

A decisão não agradou nem um pouco os dirigentes do Botafogo, que se sentiram traídos. Tanto que após Alberto Valentim deixar o clube rumo ao Egito o nome de Barroca foi ventilado por parte da diretoria. Porém, a “velha-guarda” do Alvinegro, em alta naquele momento, vetou a possibilidade de um possível retorno. Pelo menos naquele momento.

Mudanças e nova chance

O tempo passou e as coisas mudaram no Botafogo. Algumas pessoas que eram contra uma oportunidade a Barroca perderam força na diretoria. Com a demissão de Zé Ricardo, a diretoria novamente se reuniu e o nome do ex-técnico da base apareceu com força.

Ao contrário do que ocorreu anteriormente, não houve rejeição. Pelo contrário. Barroca foi sugerido e rapidamente aceito. Houve o contato e o interesse imediato em assumir o desafio. A expectativa é que os trabalhos já comecem nesta segunda-feira.

Fonte: UOL