Vice de finanças do Botafogo pede solução conjunta dos clubes para combater efeitos da crise do coronavírus

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Luiz Felipe Novis, VP de finanças do Botafogo
Reprodução/Fogo na Rede

Se a situação financeira do Botafogo já estava ruim, tende a ficar ainda mais complicada com a paralisação do calendário do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus. Luiz Felipe Novis, vice-presidente de finanças do Alvinegro, pediu uma solução conjunta dos clubes para diminuir os efeitos da crise.

– É tudo muito novo. Não sabemos o aspecto jurídico, quais são as implicações, existem contratos, e essa situação nunca foi prevista numa forma muito clara. Haverá muita discussão. Isso tudo depende da evolução do quadro que estamos vivendo. Eu acho que esse momento é importante para que todos os clubes e outras entidades ligadas ao futebol sentem e vejam como somos frágeis efetivamente. Como nós, numa situação dessas, não temos uma politica comum, um discurso comum em relação a como resolver os problemas. Se cada um tentar resolver a sua parte, não vamos a lugar nenhum – disse Novis ao Globoesporte.com.

Novis revelou que o Botafogo segue em atraso com os jogadores de um mês de salário e também nos contratos de imagem – o pagamento dos funcionários de janeiro e de fevereiro foram quitados. Esta semana, por conta da paralisação, o Glorioso anunciou férias para os atletas de 20 dias, a partir do dia 1º de abril.

Fonte: Globoesporte.com

Notícias relacionadas