Rodrigo Pimpão não é um artilheiro nato. Até pela sua característica, de ser um atacante pelos lados, costuma mais a servir os companheiros do que balançar as redes. Mas no atual elenco do Botafogo, ele é o jogador que mais fez gols com a camisa alvinegra e lidera a lista com folga. Em 115 partidas, foram 22 gol. O atacante Brenner é o segundo, com nove, seguido pelo volante Rodrigo Lindoso (oito).

Apesar dos números dentro do elenco, Pimpão passou um bom tempo sem marcar. O reencontro, entretanto, foi melancólico. Após seis meses e 23 jogos, fez o gol contra a Aparecidense — na terça-feira, pela Copa do Brasil —, mas terminou como vilão. Foi expulso por reclamação e viu, já do vestiário, o Botafogo ser eliminado da competição. Mesmo assim, o camisa 7 ainda representa uma esperança para a torcida. No ano passado, Pimpão acabou se notabilizando no Botafogo por fazer gols em momentos importantes. Só na Libertadores da América foram quatro. Três deles em duelos eliminatórios.

Hoje, contra o Flamengo, Pimpão tem mais uma oportunidade de marcar em um momento decisivo e reencontrar a paz com os torcedores.

Uma classificação à final da Taça Guanabara significa também um pouco de tranquilidade para Felipe Conceição, que vê seu trabalho em xeque após a eliminação na Copa do Brasil. Apesar do favoritismo rubro-negro, o treinador pode não resistir em caso de nova derrota.

A importância do clássico é tanta que o presidente Nelson Mufarrej e o vice de futebol Gustavo Noronha se reuniram com o elenco antes do treino de ontem. Sem escalação oficial confirmada, a expectativa é que o esquema com três zagueiros não seja repetida.

Fonte: Extra Online