Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Vinicius Assumpção ressalta importância de CEO para o Botafogo: ‘Camisa 10 e craque’

38 comentários

Compartilhe

Vinicius Assumpção - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo está em fase final no processo de escolha do novo CEO, uma bandeira da gestão Durcesio Mello. Em entrevista ao “Canal do TF”, o vice-presidente geral do clube, Vinicius Assumpção, ressaltou a importância da chegada deste novo profissional para a modernização de procedimentos de gestão.

– O salário dele será em cima de performance. CEO não é despesa, é investimento. Vai custar menos do que um jogador que a gente contrata e às vezes não performa dentro de campo. O CEO é o nosso camisa 10. O presidente falou lá atrás que tem o sonho de contratar um camisa 10. Mas, no momento, o nosso 10 é o CEO. Estamos contratando um craque, que é o CEO – frisou Vinicius.

O nome dos três finalistas do processo seletivo vazou na imprensa, o que causou enorme mal-estar dentro do clube. Jorge Braga, fundador da 360º de Resultados e Participações e ex-Nextel e Embratel, é tido como favorito. Os outros finalistas são Claudio Hermolin, atual CEO da Brasil Brokers, e Marcus Vinícius Freire, ex-diretor executivo do COB e ex-CEO do Fluminense.

– Há uma cultura de vazamento no Botafogo, mas já estamos conseguindo mudar isso. Esse processo está sendo tocado diretamente pelo presidente. Em breve, devemos ter novidades. A expectativa nossa é a autonomia total. Sempre brinco com o presidente que o nosso sonho é virar a Rainha da Inglaterra, esse é o caminho. O CEO terá autonomia, abaixo dele haverá três ou quatro diretores, também vindo do mercado – detalhou Vinicius.

O vice-presidente geral do Botafogo também foi questionado sobre a S/A, mas preferiu não dar maiores detalhes.

– Se vai virar S/A eu não sei, mas essa é a nossa vontade. Estamos apostando nisso. Estamos gerindo o clube com uma possibilidade de não ter esse S/A, e o CEO entra nisso. Há três assuntos que evitamos falar: S/A, CEO e CT. São assuntos que estão sendo tratados diretamente pelo presidente – disse.

Veja o vídeo no “Canal do TF”:

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do TF

Comentários