Em jogo válido pela segunda fase do Campeonato Brasileiro de 1980, o Botafogo foi em Fortaleza e derrotou o Ceará por 3 a 1, com gols de Mendonça, Perivaldo e Cláudio Adão. Desde então, em jogos de Campeonato Brasileiro, o Alvinegro nunca mais venceu o Vozão jogando na capital cearense.

A marca de 38 anos pode ter fim amanhã, às 20h, quando Botafogo e Ceará fazem confronto direto contra o rebaixamento na Arena Castelão. Os cearenses começaram a rodada como o primeiro time dentro da zona de descenso, com 30 pontos. Quatro a menos que o Alvinegro.

— Essa marca só nos dá força para chegarmos lá e ganhar o jogo — analisou o goleiro Saulo, que segue na equipe titular para amanhã: — De qualquer forma vai ser um jogo difícil. O Ceará está em uma crescente e é forte jogando em casa, mas estamos preparados para chegar lá e sair vitoriosos.

Vindo de uma sequência positiva, com oito pontos conquistados dos últimos 12 disputados, o Botafogo tem a quebra recente de outro tabu para chegar com confiança ao duelo de amanhã. No último jogo fora de casa, contra o Vitória, derrotou os baianos por 4 a 3,e pela primeira vez somou três pontos longe do Rio. E quem mais.

Vencer o Ceará significaria se fortalecer atuando longe do Nilton Santos, mas também compensar os pontos perdidos do primeiro turno. Na ida, a equipe do técnico Lisca Doido conseguiu segurar um empate sem gols.

— A situação está embolada tanto para cima quanto para baixo, é importante fazer os três pontos. A gente tem que entrar concentrado. Sabemos como o Ceará evol uiu — avisa o zagueiro Igor Rabello.

Da equipe que empatou com o Vasco na última terça, não devem aparecer muitas novidades na escalação. Como Marcinho está suspenso, Luis Ricardo entra em seu lugar. Mas o treinador Zé Ricardo fez algumas atividades fechadas durante a semana e surpresas não estão descartadas.

Fonte: Extra Online