Vivendo dupla emoção, treinador do sub-20 do Botafogo pode atingir primeiro objetivo

Compartilhe:

O treinador dos juniores do Botafogo, Eduardo Hungaro, vive um momento atípico. Além de comandar o time sub-20, ele acumula a função de auxiliar técnico de Oswaldo de Oliveira nos profissionais. Como neste sábado, às 16h, na Gávea, comandará a garotada contra o Flamengo, na grande decisão do Torneio OPG e o time principal briga por uma vaga na Libertadores do ano que vem, ele vive um momento decisivo nas duas frentes. Afinal, o Botafogo não disputa a competição sul-americana desde 1996 e não vence o torneio da base há 15 anos.

– Em três meses, aprendi a conviver e desligar um botão e ligar o outro. Hoje, tenho completo controle sobre isso. Tem de saber lidar e usar a experiência nessas situações. São funções importantes, mas quando se tem paixão pelo que faz, você consegue dar conta disso. O OPG é um título que o clube não tem há algum tempo. É importante que lutemos muito e tentemos trazer esse troféu para General Severiano. Além disso, sabemos do sonho que o Botafogo tem de ir para a Libertadores – afirmou Hungaro, ao LANCE!Net.

Essa paixão pelo futebol também faz com que Eduardo praticamente viva dentro do clube. Quando não está no treino dos profissionais, está com os juniores, e vice-versa. Para Eduardo, a rotina é cansativa, mas vale a pena.

– Os treinos não são coincidentes, então dá para contornar. É cansativo, realmente. Mas faço o que gosto. Assim, você não sofre tanto. Estou desde o final de agosto nessa luta, trabalhando simultaneamente com os dois. Mas confesso que o cansaço não é o maior adversário. O Flamengo sim é um grande adversário e difícil (risos). O cansaço dá para driblar. Temos meninos competentes aqui, que estão sempre disponíveis. É sempre uma alegria estar com eles nas competições.

Na atual temporada, o Botafogo fez boas campanhas nos torneios sub-20 pelo Brasil afora, mas não conseguiu ganhar um título de expressão. No OPG, a vantagem de ter vencido a primeira partida por 2 a 1, no Caio Martins, dá mais força à possibilidade de conquista da atual geração de garotos alvinegros.

– Estamos com uma expectativa legal. Será um jogo muito difícil e equilibrado. Precisamos repetir o desempenho do primeiro jogo para conseguir o título.

DESTAQUE DO TIME ELOGIA TREINADOR

Um dos principais jogadores da equipe e presença constante nos treinamentos comandados por Oswaldo de Oliveira, o meia Daniel encheu o “professor” de elogios. O garoto, que já fez sua estreia entre os profissionais e ficou no banco de reservas na partida contra o Atlético-PR, afirmou que todos aprendem muito com Duda, como Eduardo é chamado dentro do clube.

– Aprendemos muito com o Duda. Os resultados que estamos tendo são prova disso. E, eu particularmente, só tenho a agradecer pelos ensinamentos e pelas oportunidades que venho tendo com ele e pela minha ida para o profissional – disse Daniel.

O camisa 7 da equipe sub-20, assim como o comandante, ressaltou a dificuldade da partida e afirmou que a final será o jogo mais importante do ano para o Botafogo, até agora.

– Encaramos esse jogo como o mais importante do ano, até agora. Levar esse título é um dos nossos objetivos desde o começo dos trabalhos com o Duda. Sempre falávamos da importância que o OPG tinha para nós e chegou a hora. Mas também sabemos que será um jogo muito difícil e apesar da vantagem que temos, teremos que nos empenhar se quisermos sair com o título – finalizou.

Fonte: Lancenet!

Comentários