Volta de Jefferson após amistosos com a Seleção anima Botafogo para duelo no ES

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Certamente não é um problema só do Botafogo. Mas os desfalques são mais um obstáculo para a equipe nesta sexta-feira, contra o Mogi Mirim, às 21h30, no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, na região metropolitana de Vitória. Por outro lado, o técnico Ricardo Gomes tem um reforço que vale por um time inteiro. O goleiro Jefferson volta depois de defender a seleção brasileira. E as três vitórias seguidas e a liderança na Série B são motivação suficientes para superar as dificuldades.

Quatro titulares desfalcam a equipe. O lateral Carleto e o atacante Neílton ganharam a companhia do centroavante Navarro no departamento médico. No meio de campo, Elvis está suspenso. Cauteloso, Gomes preferiu não anunciar os 11 iniciais, mas exaltou a presença do goleiro titular e capitão da equipe.

— A volta do Jefferson é importante por ele ser uma referência, um ídolo e um jogador de seleção brasileira. O que me preocupa em relação ao nosso time é o fato de não conseguir repetir a escalação, seja por lesão ou por suspensão. Ainda vou analisar as opções para definir a escalação — comentou o técnico.

Com as seguidas ausências, jogadores reservas ganham cada vez mais importância no elenco. Nos dois últimos jogos, por exemplo, Sassá entrou no segundo tempo para decidir as partidas. Além do camisa 18, outros nomes têm ajudado.

— Contra o Vitória, os que entraram, o Camacho e o Sassá, decidiram o jogo. O mesmo caso contra o Paraná, com o Daniel Carvalho. Todos têm condições de entrar e decidir — exaltou o zagueiro Roger Carvalho.

Um triunfo pode aumentar a vantagem na liderança da Série B. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Alvinegro possui 88% de chances de acesso à Serie A.

— Não dá para fazer contas para isso. A diferença em dois ou três pontos é muito pequena — alertou Gomes.

Notícias relacionadas