A saída de Renê Simões do Botafogo há duas semanas foi uma surpresa, afirmou o volante Willian Arão. Na visão do atleta, o time estava alcançando os objetivos da temporada e por isso foi surpreendido.

“Quando o professor assumiu, colocou objetivos que estávamos alcançando. Não cabe a mim dizer se foi certa ou errada a saída dele, mas causou surpresa”, disse em entrevista ao programa “Seleção SporTV”.

O atleta falou sobre o empate em 0 a 0 com o Criciúma e reforçou a posição de líder na Série B. “Se a gente pegar o ano como um todo, estamos sempre na liderança. No Carioca e no Brasileiro, mesmo com todos os nossos problemas. Contra o Criciúma iniciamos com apenas três jogadores da final do Carioca, trocamos treinadores. Jair fez um grande trabalho e Ricardo também fará. Às vezes o torcedor fica impaciente porque quer a vitória, começaram a nos vaiar no intervalo do jogo, e o time não terminou o primeiro tempo jogando tão mal assim, até criamos chances. Depois pioramos no segundo, mas vale ressaltar o Criciúma, que depois que o Pet (Petkovic) entrou, não perdeu (na Segundona)”, declarou o atleta.

Fonte: Futnet