Willian Arão comenta bola na trave no fim: ‘Se fosse mais baixo, seria gol nosso’

Compartilhe:

Placar zerado, 40 minutos de jogo no Maracanã. Willian Arão recebe lançamento, domina, faz o giro e chuta. A bola explode no travessão. Seis minutos depois, a defesa do Botafogo deixa cruzamento de Bernardo passar limpo para chegar aos pés de Rafael Silva, que não perdoou e balançou as redes em favor do Vasco. Derrota do Botafogo, que agora tem que correr atrás do prejuízo.

No final da partida, o volante explicou o lance e culpou a altura pelo insucesso. “Desta vez chutei alto. Se fosse mais baixo, seria gol. Fiz tudo certo. Infelizmente, acertei a trave. Acho que o jogo foi muito igual e resolvido no detalhe. Infelizmente, saímos perdendo, mas também saímos perdendo para o Flu e, no segundo jogo, fomos lá e conseguimos ganhar”, disse.

No próximo domingo, dia 3 de maio, o Botafogo recebe o Vasco no Maracanã e precisa de dois gols no tempo normal para ficar com o título. Caso devolva o placar de 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis.



Fonte: Futnet
Comentários