O Botafogo é o dono da defesa menos vazada do Campeonato Carioca – levou apenas sete gols. Porém, o quadro se inverte ofensivamente. O Fogão tem o pior ataque entre os grandes – balançou a rede 20 vezes. Desta forma, o peso recai sobre os ombros dos atacantes. O zagueiro Joel Carli minimiza a pressão por melhora na frente.

“Somos uma equipe. Se temos a melhor defesa isso também é graças aos nossos atacantes. Também temos de assisti-los da melhor maneira para que possam fazer os gols. Somos uma equipe e trabalhamos a defesa e o ataque juntos”, declarou o zagueiro Carli, nesta quarta-feira.

Para chegar à final do Carioca, o Botafogo terá de fazer gol, já que o Fluminense, rival de domingo, tem a vantagem do empate. No retrospecto deste ano, o Fogão venceu o rival por 2 a 0 e empatou o outro clássico por 1 a 1.

“Já enfrentamos o Fluminense duas vezes. Todos os jogos são diferentes, mas já estamos nos preparando para encarar o Fluminense. É um jogo importante. Chegamos onde queríamos chegar. Sabemos que será um jogo difícil. Um bom desafio”, encerrou o zagueiro.

O Botafogo enfrenta o Fluminense, neste domingo, às 19h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Fonte: O Dia Online