O Botafogo fez o seu papel e goleou a Portuguesa, por 4 a 1, jogando em casa, pela quarta rodada da Taça Rio, nesta quinta-feira. O resultado manteve  o Alvinegro com chances de avançar às semifinais do segundo turno, mas dependendo de outros resultados.  Além de vencer o Americano, o Bota precisa torcer para um derrota do Flamengo no Fla-Flu e por um tropeço da Cabofriense diante do Resende, na última rodada. Mesmo diante das circunstâncias negativas, o técnico Zé Ricardo recusou-se a jogar a toalha.

– Contra o Americano precisamos fazer a nossa parte. A gente sabe que é muito difícil, mas enquanto houver esperança, vamos tentar. Acho que a situação ainda é bastante complicada, a gente sabe disso. Se a gente se mantiver organizado dentro da estratégia, a gente pode até não se classificar, mas certamente estará mais próximo. Como foi no primeiro tempo, é muito difícil.

O treinador também revelou que a ansiedade atrapalhou a equipe no jogo desta quinta-feira, em especial no primeiro tempo.

– Hoje procuramos passar a mensagem para eles de que precisávamos vencer, de preferência bem. Fizemos um primeiro tempo péssimo. Talvez essa necessidade de fazer um placar grande construiu ansiedade no nosso plantel, e o primeiro tempo foi muito abaixo da crítica. No intervalo, em vez de perder tempo com bronca, procurei dar uma reajustada na equipe. A gente se encontrou na partida, criou as oportunidades e fez os gols. Resultado que vamos ter de construir no domingo como foi hoje.

O Botafogo volta a campo em busca de um milagre, no próximo domingo quando viaja até Bacaxá para encarar o Americano, às 16h.

Fonte: Terra