A contratação do meia Cícero pelo Botafogo aumentou a confiança do técnico Zé Ricardo. O jogador, que teve a sua chegada confirmada na noite de quarta-feira, ainda não tem previsão de estrear com a camisa do Glorioso. Apesar disso, já mexe com os planos do treinador, que entende que a versatilidade dele pode ser algo muito útil em um elenco como o do Glorioso.

“Foi uma contratação acertada pois o Cícero tem grande versatilidade e isso é muito importante. Ele pode jogar em várias posições”, disse Zé, que deu aval aos dirigentes para a contratação do meia.

O treinador não quer antecipar detalhes da estreia antes de conversar com o jogador.

“Tenho informações de que ele está bem fisicamente pois vinha treinando todos os dias. Além disso, está com muita vontade de voltar a jogar. Mas vamos conversar com ele para ver tudo em relação a esta situação” disse Zé.

Cícero, que no Rio de Janeiro se destacou com a camisa do Fluminense, estava no Grêmio, mas ficou fora dos planos do técnico Renato Gaúcho.

O elenco do Botafogo, que na noite de quarta-feira participou da vitória de 1 a 0 sobre o Defensa Y Justicia da Argentina, pela estreia das duas equipes na Copa Sul-Americana, volta a treinar nesta sexta-feira à tarde. O time só volta a campo na quarta-feira da próxima semana, quando inicia a sua caminha na Copa do Brasil enfrentando a Campinense, na Paraíba, precisando de um empate para se classificar.

Fora de campo o lateral-esquerdo Gilson pegou apenas um jogo de suspensão ao ser julgado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJD-RJ) por ter ofendido o árbitro após ser advertido com um cartão amarelo aos 47 minutos do segundo tempo do empate sem gols com o Bangu pela Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O jogador, por conta da ofensa, foi expulso e acabou cumprindo um jogo de suspensão automática. Assim, está livre para jogar normalmente na Taça Rio, segundo turno.

Fonte: Terra