Após sair à frente do placar, o Botafogo viu o Vasco empatar ainda no primeiro tempo em um resultado ruim para as pretensões de ambas as equipes no Campeonato Brasileiro. Minutos depois do 1 a 1 no Nilton Santos, Zé Ricardo lamentou o placar, sobretudo pelo “contexto” do confronto.

– Acho que conseguimos alternar os lados e ganhamos um pouquinho com a entrada do João Pedro. O empate acabou acontecendo. Lamentamos pelo contexto, mas sabíamos que poderia ocorrer pela igualdade da situação de ambos na tabela – analisou Zé Ricardo, completando:

– Mas jogamos pensando nos três pontos desde o início. Se era para ter um vencedor, deveria ser o Botafogo, no meu ponto de vista.

A respeito do tema sempre polêmico arbitragem, muito contestada pelo lado botafoguense, principalmente por conta de um lance envolvendo Kieza e Ramon na área vascaína, o comandante do Glorioso questionou o juiz Ricardo Marques Ribeiro, antes de elogiá-lo.

– É muito difícil falar de arbitragem. Não gosto mesmo. Ser árbitro é muito difícil, e temos que tentar ajudá-los. Eu compactuo com a ideia do VAR, como o Botafogo. O lance hoje é passível de discussão? Talvez… Queria entender o Kieza, um artilheiro nato, na frente do gol, não finalizar?! Peço que meu grupo não fale de arbitragem, mas os lances estão aí. Não queremos favorecimento, mas também não queremos ser prejudicados – finalizou.

O Botafogo de Zé Ricardo, agora com 34 pontos e na 12ª colocação do Brasileirão, se reapresenta na tarde desta quarta-feira, no mesmo Nilton Santos. O próximo desafio será contra o Ceará, na próxima segunda, em tarefa na qual o Alvinegro “precisará estar muito bem preparado”, segundo o técnico.

Fonte: Terra