R$ 50 milhões iniciais serão para despesas, explica presidente do Botafogo: ‘Não é para achar que no dia seguinte montaremos um timaço’

116 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

R$ 50 milhões iniciais serão para despesas, explica presidente do Botafogo: ‘Não é para achar que no dia seguinte montaremos um timaço’
Vitor Silva/Botafogo

Muito feliz com a venda da SAF do Botafogo para John Textor, o presidente alvinegro, Durcesio Mello, pediu calma aos torcedores. O dirigente explicou que os R$ 50 milhões que serão aportados já na próxima semana por Textor, após a aprovação pelos sócios nesta sexta, será para o pagamento de despesas correntes.

Não é uma mudança imediata. Cinco dias após a votação de hoje, sendo aprovado, a gente vai ter um recurso de R$ 50 milhões, mas para pagar despesas correntes. Não é para a torcida achar que no dia seguinte vai estar montando um timaço, mas vai acontecer ao longo dessa trajetória. Vamos voltar a ter um time competitivo sim, mas não é amanhã. Estou muito otimista que vamos conseguir – afirmou Durcesio ao “GE”.

O presidente do Botafogo celebrou a aprovação maciça dos conselheiros e pediu que os sócios-proprietários participem da votação desta sexta, que serve para mudar o estatuto no sentido de permitir a operação do futebol pela Eagle Holdings.

Foi uma votação maciça (Conselho Deliberativo) porque o projeto está muito bem feito, muito bem costurado, protege o Botafogo e vai trazer recursos novos para o Botafogo voltar a ser grande como sempre foi, voltar a disputar títulos. É muito importante que os sócios-proprietários venham votar hoje ou votem online, porque não acabou ainda – frisou.

Veja como foi festa da torcida do Botafogo em General Severiano com a venda da SAF:

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Notícias relacionadas