Atlético-MG contata CBF, prepara ofício para reclamar da arbitragem do jogo contra o Botafogo e cita recuo que Lucas Perri pegou com as mãos

65 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Árbitro Leandro Pedro Vuaden em Atlético-MG x Botafogo | Campeonato Brasileiro 2022
Reprodução/SporTV

Não foram apenas as reclamações do técnico Cuca na sala de imprensa após a derrota para o Botafogo nesta segunda-feira, no Mineirão. Segundo reportagem do “GE”, a diretoria do Atlético-MG entrou em contato com o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e está preparando um ofício para reclamar das marcações da arbitragem na partida, vencida pelo Glorioso por 2 a 0.

O principal motivo de reclamação do Galo foi o gol anulado de VARgas no primeiro tempo, após o VAR apontar impedimento de Dodô, que faria o cruzamento para o chileno. As linhas usadas pela computação gráfica acusaram que o lateral atleticano estava diantado por centímetros em relação a Daniel Borges.

– Lance absurdamente anulado – disse uma fonte ligada à diretoria do Atlético-MG.

Além disso, no ofício que será protocolado e enviado à Comissão de Arbitragem e à Ouvidaria da CBF, o clube mineiro cita um recuo do atacante Luis Henrique, do Botafogo, em direção ao goleiro Lucas Perri, que segurou a bola com as mãos, o que configuraria tiro livre indireto. O arqueiro, inclusive, poderia levar o segundo cartão amarelo e ser expulso da partida por conta do lance.

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Notícias relacionadas