Botafogo economiza quase R$ 1,5 milhão na folha salarial com saída de jogadores na virada para 2023

78 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Júnior Santos no treino do Botafogo em novembro de 2022
Vítor Silva/Botafogo

O Botafogo vai economizar cerca de R$ 1,5 milhão por mês na folha salarial com as saídas de Saravia, Carlinhos, Kanu, Chay, Júnior Santos e Diego Gonçalves na virada para 2023, informa o jornalista Thiago Franklin, do “Canal do TF” nesta terça-feira (27/12).

Saravia e Carlinhos não tiveram seus contratos renovados e procuram novo clube no mercado para o ano que vem. O zagueiro Kanu foi emprestado ao Bahia por uma temporada, com o Botafogo não precisando pagar mais nada em relação aos salários do defensor.

O atacante Diego Gonçalves, por sua vez, foi devolvido ao Mirassol, que está o emprestando para o Goiás. Chay retornou do Cruzeiro, mas tem negociações avançadas para defender o Ceará, também por empréstimo de um ano, com o Botafogo ainda pagando uma parte minoritária dos salários.

Por fim, o atacante Júnior Santos vai retornar ao Sanfrecce Hiroshima, após o clube japonês não topar um novo empréstimo e exigir cerca de US$ 3 milhões (R$ 15,5 milhões) em uma transferência definitiva, algo rechaçado pelos dirigentes alvinegros.

Por enquanto, o Botafogo tem duas contratações certas para o time principal em 2023: o zagueiro Luis Segovia e o volante Marlon Freitas. Para o time B, chegaram o goleiro João Fernando, o lateral-esquerdo Esteban Espinosa e os atacantes Caio Vitor e Luis Phelipe. Retornaram de empréstimo o zagueiro Klaus e o meia Juninho.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do TF

Notícias relacionadas