Botafogo faz consulta e Luís Castro pede a clube para manter Jeffinho por pelo menos um ano; comentarista vê potencial de Seleção

107 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo faz consulta e Luís Castro pede a clube para manter Jeffinho por pelo menos um ano; comentarista vê potencial de Seleção
Vitor Silva/Botafogo

Com grandes atuações no Campeonato Brasileiro-2022, Jeffinho chama atenção no mercado. O atacante desperta interesse de vários clubes europeus, situação que já chegou ao Botafogo. No programa “Seleção SporTV” desta sexta-feira (11/11), o apresentador André Rizek revelou que o assunto circula nos bastidores.

Vou dar uma informação. O Botafogo fez uma consulta ao Luís Castro sobre a situação do Jeffinho, se vale a pena analisar propostas. O Luís Castro disse “segura um ano, daqui a um ano vai valer mais, vai estar mais pronto. Segura um ano, pelo menos”. E acho que tem toda razão – disse André Rizek.

Banner black november loja FogãoNET/Estilo Piti

Ex-jogador, Paulo Nunes rasgou elogios a Jeffinho e declarou que vê potencial de Seleção Brasileira.

– Jeffinho jogou muito (contra o Santos). Se melhorar a finalização, vai ser jogador de Seleção Brasileira. Tem seis meses de Botafogo, está pela primeira vez disputando Série A, o que tem de crescimento e evolução… O que me chama atenção é a coragem que tem, vai para dentro, busca tabela, ocupa espaço quando o Tiquinho abre. O Botafogo para 2023, na minha opinião, com pouquíssimas contratações, vai ser um time muito forte – aposta Paulo Nunes.

O comentarista Júnior também enalteceu o atacante alvinegro e o comparou a outro craque.

– Jeffinho ficou no banco contra o Goiás, lá em Goiânia. Eu disse “não é possível que Luís Castro não esteja vendo que ele é o cara que faz jogadas diferentes, alia habilidade com velocidade, precisa melhorar na finalização”. Com o treinamento vai melhorar. Se conseguir, vai se tornar um grande jogador. É o desafogo do time. Ele dribla os caras, me lembra guardando as devidas proporções o Robinho no início da carreira. Aquela malemolência, dribla com facilidade, quando liga o turbo é difícil segurarem. A margem de melhora dele é muito grande – completou Júnior.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas