BOTAFOGO É PRESA FÁCIL PARA O GOIÁS EM CASA E SE AFUNDA AINDA MAIS NA SÉRIE B

193 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Chay - Botafogo x Goiás
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo segue em queda livre. Sem treinador, sem jogadores no mínimo razoáveis, sem esperança. Nesta terça, o Glorioso completou cinco jogos seguidos sem vitória na Série B ao perder para o Goiás, em pleno Nilton Santos, por 2 a 0. O Alvinegro caiu para a 14ª posição, com 13 pontos, três apenas acima da zona de rebaixamento para a Série C.

O primeiro tempo começou muito brigado, com muitos erros, mas com o Goiás conseguindo chegar um pouco mais na frente. Aos 11 minutos, os visitanets chegaram com perigo após uma bola mal afastada por Daniel Borges, que Alef Manga aproveitou e chutou forte para boa defesa de Diego Loureiro no cantinho.

O Botafogo teve a chance de empatar aos 18, mas, para variar, não aproveitou: Chay enfiou na medida, Pedro Castro saiu de cara com o goleiro, mas chutou em cima de Tadeu. Seis minutos depois, o Goiás foi lá e abriu o placar. Após falta na direita, Caio Vinicius e Barreto trombaram e a bola sobrou livre para Rezende fazer 1 a 0.

Depois do gol do Esmeraldino, o Botafogo tentou atacar mais, mas sem conseguir organizar bons ataques, dependendo – mais uma vez – de lampejos de Chay. Foi se desorganizando e o Goiás fez o segundo, no contra-ataque. Alef Manga passou como quis por Gilvan e contou com o morrinho artilheiro para fazer 2 a 0, aos 44.

O Botafogo voltou do intervalo com três substituições promovidas pelo técnico interino Ricardo Resende, colocando o time para a frente. O Glorioso assumiu o protagonismo, mas seguia encontrando dificuldades para produzir chances perigosas, parando na melhor defesa da Série B até aqui.

Quem quase balançou as redes foi o Goiás, de novo com Alef Manga, mas desta vez Diego Loureiro fez grande defesa, aos 19 minutos. Depois com Elvis, em cobrança de falta, aos 21, para mais uma boa defesa do arqueiro alvinegro. O Botafogo só finalizou com perigo aos 32, em chute de Rafael Navarro que Tadeu defendeu.

Apesar de muitos jogadores na frente, o Botafogo seguiu sem inspiração de seus homens mais avançados e nunca pareceu dar esperanças de conseguir uma reação. No fim das contas, a primeira derrota em casa nesta Série B e a sensação nos torcedores de que será preciso olhar mais para baixo do que para cima na tabela.

Próximos jogos

O Botafogo volta a jogar fora na próxima rodada e enfrenta o Confiança no sábado, às 16h30, no Batistão, em Aracaju. Depois, na terça-feira que vem, recebe o CSA, às 21h30, no Estádio Nilton Santos, em jogo atrasado da sexta rodada.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 2 GOIÁS

Estádio: Nilton Santos
Data-Hora: 20/07/2021 – 19h
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
Renda e público: Portões fechados
Cartões amarelos: Pedro Castro e Marco Antônio (BOT); Caio Vinicius, Rezende, Elvis e Reynaldo (GOI)
Cartões vermelhos:
Gols: Rezende 24’/1ºT (0-1) e Alef Manga 44’/1ºT (0-2)

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Daniel Borges (Warley – Intervalo), Gilvan, Kanu e Hugo; Barreto (Matheus Frizzo – Intervalo), Pedro Castro e Chay; Marco Antônio (Matheus Nascimento – Intervalo), Rafael Navarro e Diego Gonçalves (Ênio 20’/2ºT) – Técnico: Ricardo Resende.

GOIÁS: Tadeu; Diego, Reynaldo, David Duarte e Artur; Breno, Rezende e Elvis (Albano 37’/2ºT); Caio Vinícius, Nicolas (Bruno Mezenga 26’/2ºT) e Alef Manga (Dadá Belmonte 37’/2ºT) – Técnico: Glauber Ramos.

VÍDEO | Gols e melhores momentos:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas